Paranavaí
Min. 22°C Max. 31°C
INSTITUTO

Vereador quer instalar CCI em Londrina usando o de Paranavaí como referência

13/03/19 00:00:00 - Cotidiano > Estadual
Vereador quer instalar CCI em Londrina usando o de Paranavaí como referência Momento da visita anteontem

O vereador José Roque Neto, o Padre Roque, de Londrina, esteve na tarde desta segunda-feira (11) em Paranavaí visitando o Centro de Convivência do Idoso (CCI), implantado e mantido pelo Instituto Maurício Gehlen. Ele, que esteve durante a inauguração da instituição, veio agora buscar mais informações pois quer instalar uma unidade dessas em sua cidade.
Trabalhando nos últimos meses com idosos, Roque quer implantar algo semelhante em Londrina. “Eu estive aqui na inauguração e presenciei quando o Maurício (Gehlen) pediu ao então candidato Ratinho Júnior que levasse esta ideia a todo o Paraná, ele topou e colocou em seu plano de governo. Agora quero usar a experiência do Maurício e marcar uma conversa com o governador para instalar um Centro desses em Londrina”, disse o vereador. “Eu quero beber desta fonte”, acrescentou Padre Roque, referindo-se a experiência de Gehlen no assunto.
O vereador ficou entusiasmado com a valorização dos idosos no CCI. “Aqui eles são tratados com carinho e respeito. E é isso que os idosos mais necessitam e aqui eles têm de sobra”, sublinhou, para em seguida manifestar admiração pelo gesto do empresário Maurício Gehlen: “O Maurício reconhece que o Senhor foi generoso com ele. E agora está retribuindo um pouco do que recebeu”.
Roque lamentou que, em geral, os idosos são deixados de lado e até explorados. “O dinheiro do vovô, da vovó que seria usado para comprar seus remédios, suas fraldas geriátricas, às vezes, é usado pelo neto para comprar drogas ou os filhos usam o cartão dos pais para fazer empréstimos”, disparou ele.
A experiência de “do empresário de fazer outras pessoas ser felizes” e “do seu desapego e da sua família” vai ser compartilhada pelo vereador com o empresariado londrinense. Lá, o Padre Roque quer fazer um sistema híbrido, uma espécie de PPP (Parcerias Público-Privada) para viabilizar o Centro de Convivência. “Vamos ver se a prefeitura doa o terreno, o Governo do Estado faz a construção e adquire os equipamentos e o empresário se responsabiliza pela manutenção”, detalha a intenção. O CCI de Paranavaí foi todo construído, equipado e é mantido com recursos do empresário.
Depois de visitar as instalações junto com o fundador e presidente do CCI, Maurício Gehlen, o vereador disse que valeu a pena a visita. Considerou o Centro “um sonho” que quer levar para Londrina.
O CCI atende gratuitamente mais de mil pessoas acima de 60 anos em seus quase dois mil metros quadrados com oficinas de artesanato, colunaria, computação, musculação, hidroginástica, alongamento, yoga, vôlei, dança, caminhada, biblioteca, sala de jogos e terapia de grupo com uma psicóloga.

agência dream