Paranavaí
Min. 13°C Max. 26°C
SEGUNDO DIA

Greve mantida por servidores estaduais do Paraná

26/06/19 00:00:00 - Cotidiano > Estadual
Greve mantida por servidores estaduais do Paraná Orientação é entrar em contato com a escola para saber qual é a situação Foto: Fabiano Vaz Fracarolli

REINALDO SILVA
reinaldo@diariodonoroeste.com.br

“Manteremos a greve até que o governo apresente uma proposta que seja aceitável.” A declaração é do secretário de Comunicação da APP-Sindicato de Paranavaí, Nivaldo Rocha, sobre o movimento que teve início ontem em todo o Paraná.
A greve foi motivada por uma série de pontos de divergência entre servidores públicos estaduais e o governo. Entre os itens, a defasagem no reajuste salarial e o projeto de lei complementar que interfere no plano de carreira, impedindo a progressão por 20 anos, conforme explicou o secretário da APP-Sindicato.
Rocha destacou que entre os profissionais que atuam nas escolas estaduais de Paranavaí, a adesão no primeiro dia foi de 70% a 80%. Considerando a média de adeptos nos demais municípios da região, o índice ficou em 60%. “A avaliação é bem otimista”, disse. A expectativa é que o número de grevistas aumente nos próximos dias.
Se a adesão no primeiro dia não alcançou os 100%, significa que em algumas escolas há atividades, com professores e funcionários. Por isso, a orientação para os pais é que entrem em contato com a diretoria do estabelecimento onde os filhos estudam, para verificar qual é a situação.
O sindicalista fez questão de enfatizar que a greve não tem participação somente de profissionais da educação, mas de servidores de diferentes setores, por exemplo, segurança e saúde. “As medidas do governo afetam todo o funcionalismo.”

agência dream