Paranavaí
Min. 15°C Max. 29°C
EMPREGO

Paraná é o único Estado a registrar crescimento de carteiras assinadas

16/08/19 00:00:00 - Cotidiano > Estadual
Paraná é o único Estado a registrar crescimento de carteiras assinadas Números mostram aumento na geração de postos de trabalho com carteira assinada

O Paraná foi o único Estado a registrar crescimento na variação de empregados com carteira assinada no setor privado no segundo trimestre de 2019. Houve evolução tanto na comparação com o primeiro trimestre de 2019 quanto com o segundo trimestre de 2018. Os aumentos foram de 3,4% e 4,2%, respectivamente.
Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral (PNAD Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (15). As outras 26 unidades da federação permaneceram estagnadas ou registraram quedas em ambos os períodos de comparação.
Segundo o IBGE, o Paraná foi o terceiro Estado com maior percentual de empregados com carteira assinada no setor privado, com 81,4% no segundo trimestre de 2019. A região Sul se destacou neste quesito, com os três primeiros lugares do País. Em Santa Catarina a taxa foi de 87,6% e no Rio Grande do Sul de 83,3%, enquanto a média nacional ficou em 74,3%.
Segundo o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, os números refletem a melhoria no atendimento das Agências do Trabalhador e a aproximação do governador Carlos Massa Ratinho Junior com o setor privado. “Nosso Departamento do Trabalho se destaca por ter uma atuação proativa, procurando grandes empresas para fazer a intermediação de mão de obra e desta forma recolocar mais rapidamente os paranaenses no mercado formal de trabalho”, disse.
Leprevost citou como exemplos a articulação para que as Agências sejam as intermediadoras de vagas nas obras da segunda ponte de Foz do Iguaçu, no Hard Rock Hotel do Norte do Paraná e na nova planta da Klabin, em Ortigueira. Serão mais de 12 mil vagas.
TAXA DE DESEMPREGO – O balanço de trabalhadores com carteira assinada consta do índice de taxa de desemprego do País no segundo trimestre de 2019, que recuou para 12%, contra 12,7% no levantamento do primeiro trimestre.
O Paraná registrou uma taxa de desemprego de 9%, bem menor que a média brasileira. Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (8,3%), Rio Grande do Sul (8,2%), Rondônia (6,7%) e Santa Catarina (6%) ocuparam os cinco primeiros lugares.
ÍNDICE NACIONAL - Considerando-se as variações em relação ao primeiro trimestre do ano, a taxa de desocupação recuou em 10 das 27 unidades da federação, permanecendo estável nas demais. O número de desalentados no segundo trimestre de 2019 foi de 4,9 milhões de pessoas de 14 anos ou mais. A PNAD Contínua estima que cerca de 3,3 milhões de pessoas procuram trabalho há dois anos ou mais.

Economia do Paraná cresce mais do que a brasileira, aponta BC
Segundo o Índice de Atividade Econômica Regional do Banco Central, a atividade econômica do Paraná avançou 0,56% em junho em comparação a maio de 2019 (resultado com ajuste sazonal), enquanto a economia brasileira cresceu 0,3% no mesmo período.
No acumulado dos seis primeiros meses deste ano, em comparação a igual período de 2018 (sem ajuste sazonal), o índice paranaense apresentou crescimento de 2,65%. O único resultado negativo (-0,09%) ocorreu em junho de 2019 em comparação a junho de 2018 (sem ajuste sazonal). A economia brasileira, na contramão, cresceu apenas 0,62%, sem ajuste sazonal.
O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) é um indicador que antecipa o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) – que é calculado pelo IBGE. Apesar das reduções, há previsão de alta de cerca de 0,8% no PIB brasileiro em 2019.

Cotidiano

DE SEIS A 11 MESES

Regional de Saúde alerta sobre importância da dose zero da vacina contra sarampo

ECONOMIA

Auditor fiscal José Barroso Tostes Neto é novo secretário da Receita

EDUCAÇÃO

Cerca de 1 milhão de alunos farão a Prova Paraná

SEGURANÇA

Paraná está entre os estados com menores taxas de furtos e roubos de veículos

PREVENÇÃO

Ipem-PR apreende carregadores de celular por risco à segurança

PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS

Presidente da Câmara dos Deputados estará na Assembleia Legislativa do Paraná segunda-feira

UNIVERSIDADE

UEL abre chamamento público para prestação de serviços tecnológicos e inovação

AMUNPAR

Superintendente do ParanaCidade expõe linhas de trabalho a gestores municipais

EDUCAÇÃO

Oferta de vagas em ensino superior a distância é maior que presencial

LEVANTAMENTO

Temporais danificam 3.222 casas e afetam 12.227 pessoas

PARANÁ

Novos servidores reforçarão ações anticorrupção no Governo

PARANÁ

Estado inicia programa de incentivo à arborização

PR-218

Começam as obras de melhorias em novo trecho

PARANÁ

Livro sobre ciclomobilidade será repassado às 399 prefeituras

SAÚDE

Noroeste do Paraná totaliza 52 casos de dengue ao longo de sete semanas

PREVENÇÃO

Paraná discute estratégia para diminuir acidentes de trabalho

CÂMARA

Rubens Bueno ajuda a aprovar PEC que garante poder investigatório de CPIs

GOVERNO

Confirmadas 3.000 novas vagas no sistema prisional do Estado

SAÚDE

Paraná registra o primeiro caso de chikungunya no período epidemiológico

PARANÁ

Governador e Moro discutem reforço da segurança na fronteira

agência dream