Paranavaí
Min. 21°C Max. 31°C
PARANÁ

Governo promove encontro entre ouvidores do Estado

08/11/19 00:00:00 - Cotidiano > Estadual

O Governo do Paraná vai melhorar o contato com o cidadão pelas mais de 70 ouvidorias distribuídas em secretarias e empresas estaduais, incluídas as instituições de ensino superior. A Controladoria-Geral do Estado reuniu nesta semana o primeiro encontro com representantes da área de vários órgãos públicos e vai propor a criação de um conselho consultivo para casos de maior complexidade.
Desde a criação da CGE, em 2013, e a incorporação da Ouvidoria-Geral, esta foi a primeira oportunidade que os ouvidores tiveram para compartilhar experiências e aprimorar a atuação. A iniciativa foi elogiada pelos participantes, que citaram ter sido esta a primeira reunião de integração da rede de ouvidoria.
“Seguimos a diretriz do Governo de construir um Estado voltado a atender as necessidades da população, com atenção à ética e probidade”, afirmou o controlador-geral do Estado, Raul Siqueira. Segundo ele, os servidores que trabalham nas ouvidorias oficiais são o rosto do governo, talvez o principal meio para o cidadão se posicionar quanto à administração pública.
Luiz Fernando Neto de Castro, coordenador de Ouvidoria, na CGE, explicou que o encontro da rede de 76 ouvidorias do Poder Executivo deve se tornar periódico. “Além da integração, troca de experiências, o propósito do encontro é promover uma formação aos servidores que atuam na área e alinhar o atendimento, para que haja um padrão no contato com o cidadão”, disse.
SEGURANÇA - Entre os resultados do encontro estão a proposta de criação de um conselho consultivo para verificar casos com maior complexidade, como, por exemplo, denúncias contra servidores estaduais. Os participantes também montaram um grupo para se comunicar e fortalecer suas atuações.
As palestras e dinâmicas oferecidas no encontro surpreenderam Maria Luíza Veloso, do Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social), que está há pouco tempo na Ouvidoria da instituição, que pôde tirar dúvidas sobre o uso do sistema. “Importante também foi a troca de experiências, pois assim podemos ter segurança na atuação”, comentou.
Margarete Maria Lemes começou a trabalhar na Ouvidoria da Secretaria da Educação, em 2016, e desde então tinha a expectativa da integração entre os ouvidores da rede do Estado. “A iniciativa da CGE de agregar as pessoas é de grande valor. As ouvidorias precisam de referencial teórico, estratégico e de métodos, pois cada um tem uma forma de atuação. Essa unificação de metodologia otimiza recursos e pessoas e fortalece o grupo, além de melhorar o atendimento”, afirmou.
Stiverson de Oliveira trabalha há 15 anos na Sanepar e há oito meses está na ouvidoria da estatal. Ele reforçou a importância da integração entre os ouvidores, com troca de informações e debate entre opiniões diversas. “Esse encontro contribui para o crescimento das ouvidorias. O conhecimento e essa integração faz com que nosso atendimento seja mais minucioso”, avaliou. “Ouvir é sempre um grande desafio”, acrescentou Oliveira.
MEDIAÇÃO – Também novato na área, Fabrício Moura, começou a atuar na Ouvidoria da Cohapar neste ano. “Quem trabalha na ouvidoria deve saber tratar uma informação técnica e traduzi-la para uma linguagem mais acessível. Nosso papel é de intermediador”, resumiu Moura. Porém, para ele o setor não se restringe a resolver problemas do cidadão, mas as informações podem colaborar com a melhoria da administração pública. “Com o conhecimento que quais áreas geram mais insatisfação da população é possível sugerir melhorias e diminuir problemas. Por isso é importante treinamentos como o promovido pela CGE e o fortalecimento da rede de ouvidores”.
O trabalho de mediação foi reforçado por Mário Gurski, que trabalha há mais de 10 anos na Ouvidoria da Copel. “Muitas vezes os conflitos são gerados por mal entendimento da situação. A ouvidoria atua para ver se a empresa está correta na prestação do serviço e se o consumidor está sendo atendido na sua expectativa. É uma oportunidade para que a empresa possa melhorar seus procedimentos internos”, disse Gurski.
PALESTRAS – Também falaram aos ouvidores Jamil Abdanur Júnior, diretor de Gestão e Inovação da CGE, e Matheus Gruber, coordenador de Transparência da controladoria.

Cotidiano

2020

Ministério da Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe

SERVIDORES DO ESTADO

13º salário integral vai injetar R$ 1,83 bilhão na economia

PARANÁ

Cedraf aprova repasses de R$ 34 milhões da União

PARANÁ

Estado vai licitar serviço de perícia médica para servidores

DEBATE

Parlamentares lançam a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Prisão em Segunda Instância

BRASÍLIA

Câmara instala comissão para analisar prisão em segunda instância

ESTUDO

Governo debate a corrupção com a sociedade

DESENVOLVIMENTO

Estratégias regionais vão nortear desenvolvimento do Paraná até 2035

PARANÁ

Governador autoriza R$ 78 milhões para hospitais filantrópicos

PARANÁ

Detran explica mudanças na forma de envio de correspondências

COMUNIDADE

OAB Paraná realiza ação de campanha internacional para mobilizar homens contra violência de gênero

ECONOMIA

Receita Estadual intensifica fiscalização no trânsito de mercadorias

INOVAÇÃO

Técnicos e produtores rurais aprovam a pulverização da mandioca com helicóptero

SERVIÇO

Suspensa licitação do Samu Noroeste para gerenciamento de auxílio-alimentação

PARANÁ

Adapar prorroga prazo para cadastro de animais

PARANÁ

Tecpar opera há 15 anos serviço que apoia inovação no país

POLÍTICA SOCIAL

67 municípios já aderiram ao programa Amigo da Pessoa Idosa

DIA DE CAMPO

Demonstração de pulverização de lavoura de mandioca com helicóptero

NO CAMPO

Governo libera 100% do orçamento para o seguro rural em 2019

PARANÁ

Sesa promove o 1º Simpósio Estadual de Saúde da Pessoa com Deficiência

agência dream