Paranavaí
Min. 20°C Max. 32°C
ATAQUE

Ofensiva foi uma reação aos ataques a civis, diz Pentágono

15/04/18 00:00:00 - Cotidiano > Internacional
Ofensiva foi uma reação aos ataques a civis, diz Pentágono A porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Dana W. White, e o diretor do Estado-Maior dos Estados Unidos, general Kenneth F. MacKenzie Jr, falam sobre a ofensiva à Síria Foto: EFE/Jim Lo Scalzo

No dia seguinte à ofensiva à Síria, a porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Dana W. White, definiu neste sábado o ataque com mísseis como uma operação orquestrada cuidadosamente para evitar maiores prejuízos no futuro.
Na entrevista à imprensa, ela justificou a sequência de lançamento de mísseis como reação às evidências de que o regime sírio utilizou armas químicas contra civis em Ghouma Oriental.
White lembrou que o uso de armas químicas em qualquer lugar do mundo é uma violação indesculpável do direito internacional. A porta-voz reiterou que o governo dos Estados Unidos não vai tolerar a utilização desse tipo de armamento em quaisquer circunstâncias.
Mais de uma vez, durante a entrevista, ela ressaltou que a reação norte-americana aos ataques foi uma resposta justificada, legítima e proporcional ao governo Sírio.
Questionada se há provas de uso de armas químicas por ordens das autoridades sírias contra civis, a porta-voz respondeu que o Departamento de Defesa tem “convicção”. Mas não forneceu mais detalhes sobre eventuais indícios e provas que sustentaram o ataque contra a Síria.
O diretor do Estado-Maior dos Estados Unidos, general Kenneth F. MacKenzie Jr, afirmou que os ataques foram organizados com o Reino Unido e a França. De acordo com ele, os mísseis foram lançados na direção de três prédios – nos quais seriam desenvolvidos o programa de armas químicas da Síria.
Kenneth disse ainda que os alvos foram definidos de forma cuidadosa para minimizar os riscos e que não tem informações sobre vítimas civis. Para o general, três palavras definem a operação de sexta-feira: precisa, contundente e efetiva.

“Missão cumprida”, diz
Trump sobre ataque à Síria

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que está orgulhoso da ação militar norte-americana empreendida sexta-feira contra a Síria. Em sua conta no Twitter, Trump disse que “a missão foi cumprida” e o “resultado não poderia ser melhor”.
Ele também agradeceu ao apoio militar do Reino Unido e da França e elogiou a “sabedoria e força” dos aliados. A declaração de Trump segue a avaliação feita pelo chefe do Estado Maior norte-americano, em entrevista coletiva à imprensa, na manhã deste sábado. Para o general Kenneth F. MacKenzie Jr, a ação militar foi bem-sucedida e efetiva.
Na noite de sexta, foram disparados mísseis contra alvos sírios, onde, segundo o governo norte-americano estaria sendo desenvolvido um programa de uso de armas químicas. Os Estados Unidos justificam o ataque como uma resposta internacional ao uso este tipo de arma.
O Pentágono ainda não divulgou quais seriam as provas que baseiam a convicção de que o governo sírio estaria usando armas química. Ainda neste sábado, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) iria se reuniá para discutir a ofensiva contra a Síria. A reunião foi solicitada pela Rússia.

Cotidiano

INTERNACIONAL

Arábia Saudita habilita oito novos frigoríficos brasileiros

DIREITOS HUMANOS

Papa pede respeito a indígenas em abertura de Sínodo da Amazônia

INTERNACIONAL

América Latina e Caribe exportarão 25% dos itens agrícolas em 10 anos

INTERNACIONAL

Canonização de Irmã Dulce será em 13 de outubro

INTERNACIONAL

Mercosul e União Europeia fecham acordo de livre comércio

INTERNACIONAL

OMS alerta para epidemia de DSTs na era dos aplicativos de encontros

VIAGEM/PRESIDENTE

“Todas as opções estão na mesa”, diz Trump sobre Venezuela

TRÊS ESTATUETAS

Green Book é eleito o melhor filme e vence o Oscar

INTERNACIONAL

Battisti ficará sozinho em cela de alta segurança por seis meses

SONDA INSIGHT

Marte acaba de receber seu mais novo "morador robótico", comemora Nasa

ENCONTRADO UM ANO DEPOIS

Marinha argentina diz que submarino sofreu implosão

SOCIEDADE INDIANA

Adultério deixa de ser crime na Índia

ACIDENTE

Busca por submarino argentino detecta sinal importante no fundo do mar

CRATERAS LUNARES

Nasa informa que a Lua tem dois depósitos de gelo

ECONOMIA

Disputa comercial entre China e EUA pode beneficiar soja brasileira

NÚMEROS

Economia mundial dá sinais favoráveis de crescimento, diz FMI

FRANCISCO

Papa pede ajuda para pobres e critica os que “gastam alegremente”

CRISE

Primeira-ministra diz que Reino Unido não tolerará ameaças russas a cidadãos britânicos

STEPHEN HAWKING

Morre o cientista mais popular do mundo

RELIGIÃO

Santo Sepulcro é reaberto aos peregrinos após três dias de fechamento

agência dream