Paranavaí
Min. 22°C Max. 31°C
CAMPANHA DA FRATERNIDADE

Dodge diz que medidas do Estado não podem discriminar o cidadão

07/03/19 00:00:00 - Cotidiano > Nacional
Dodge diz que medidas do Estado não podem discriminar o cidadão A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha, e o secretário-geral da entidade, dom Leonardo Steiner, durante lançamento da Campanha da Fraternidade 2019. Foto: Marcelo Camargo/ABr

BRASÍLIA - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse ontem, no lançamento da Campanha da Fraternidade, que o papel do Ministério Público é zelar para que as políticas públicas incluam todos os cidadãos, alertando que as medidas adotadas pelo Estado não podem discriminar e devem contribuir para o combate da corrupção, criminalidade, violência e pobreza.
“São os mais pobres, sempre, as maiores vítimas do egoísmo humano. E a solidariedade é o seu maior antídoto”, disse a procuradora ao participar do lançamento da Campanha da Fraternidade, organizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cujo tema este ano é Fraternidade e Políticas Públicas.
Ao comentar a proposta de reforma da Previdência, Dodge adotou um tom prudente, e disse que todo e qualquer governo deve prezar pela Constituição, que, segundo ela, estabelece critérios para um Estado fraterno.
“A campanha [da CNBB] lembra que fraternidade e política pública são temas vinculados, e lembra que cada cidadão tem o direito e o dever cívico de participar da elaboração das políticas públicas. [A discussão sobre a reforma da Previdência] é um debate cidadão”, disse.
A procuradora-geral, Raquel Dodge, destacou, mais de uma vez, a necessidade do combate à corrupção que, segundo ela, é uma ameaça ao financiamento de políticas públicas voltadas para a população brasileira.
CNBB - O cardeal Sergio da Rocha, presidente da CNBB, disse que o objetivo da campanha deste ano é estimular a participação dos cristãos na construção e acompanhamento das políticas públicas, esclarecendo que a Igreja não adota uma postura politico-partidária.
Sobre a reforma da Previdência, o cardeal disse que a CNBB ainda avaliará o texto enviado pelo governo. Segundo ele, o importante é assegurar os direitos dos menos privilegiados e evitar retrocessos de conquistas dos trabalhadores.
“É muito importante o diálogo. Não apenas entre o governo e o Congresso, mas um diálogo que escute todos os segmentos da sociedade”, disse. Segundo o cardeal, a Igreja já manifestou essa preocupação em governos anteriores que tentaram aprovar mudanças na Previdência. (Por Carolina Gonçalves, da Abr)

Cotidiano

NO SENADO

Reforma da Previdência é o fim da seguridade, dizem debatedores na CDH

MINISTRO DO SUPREMO

"Pode espernear à vontade", diz Moraes sobre críticas a inquérito

TRAGÉDIA

Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Debate: Proposta da reforma é injusta com os trabalhadores e cobrará um "alto preço"

APONTA INDICADOR

Número de dívidas cai, mas avança nos setores bancário e de água e luz

CÂMARA/DEPUTADOS

Sancionada lei que proíbe casamento antes dos 16 anos de idade

“DIA MUNDIAL DO SONO”

Consequências negativas de noites mal dormidas

TCE-PR

Licitações não podem ter datas distintas para entrega de propostas, habilitação e disputa

DERROTA DA LAVA JATO

STF decide que Justiça Eleitoral pode julgar corrupção da Lava Jato

TRAGÉDIA

Polícia apura participação de terceira pessoa no atentado em Suzano

STF

Toffoli abre inquérito para investigar fake news e ameaças à Corte

AGRICULTURA

Fiscalização apreende sementes de milho híbrido no Oeste do Paraná

PIS/PASEP

Nascidos em maio e junho recebem Abono Salarial 2017 a partir desta quinta

MORTES

Senadores lamentam tragédia em Suzano

TRAGÉDIA

Atirador não tinha histórico de problema na escola, diz secretário

PIS/PASEP

Nascidos em maio e junho recebem Abono Salarial 2017 a partir de amanhã

PREVIDÊNCIA

Bolsonaro defende negociações diferentes das do passado

SEGURANÇA/JUSTIÇA

Moro espera que prisão de ex-PMs ajude a esclarecer morte de Marielle

ALERTA

Saúde orienta como evitar a proliferação de escorpiões

MUDANÇAS

Caixa Econômica aumenta valor de imóveis financiados pelo Minha Casa Minha Vida

agência dream