Paranavaí
Min. 14°C Max. 28°C
STF

Toffoli abre inquérito para investigar fake news e ameaças à Corte

15/03/19 00:00:00 - Cotidiano > Nacional
Toffoli abre inquérito para investigar fake news e ameaças à Corte Ao fazer o anúncio, Toffoli fez uma defesa enfática do Supremo e da liberdade de imprensa Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

BRASÍLIA (ABR) - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, anunciou, no início da sessão plenária de ontem, a abertura de um inquérito para apurar notícias falsas (fake news) que tenham a Corte como alvo.
A medida foi tomada “considerando a existência de notícias fraudulentas, conhecidas como fake news, denunciações caluniosas, ameaças e infrações revestidas de ânimos caluniantes, difamantes e injuriantes, que atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal (STF), de seus membros e familiares”, disse Toffoli.
Ele designou o ministro Alexandre de Moraes como relator da investigação, sem dar mais detalhes sobre o alvo específico do inquérito. Segundo a assessoria do Supremo, trata-se de um procedimento sigiloso.
Ao fazer o anúncio, Toffoli fez uma defesa enfática do Supremo e da liberdade de imprensa. “Tenho dito sempre que não existe Estado Democrático de Direito, não existe democracia, sem um Judiciário independente e sem uma imprensa livre”.
REPRESENTAÇÃO CONTRA PROCURADOR - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, anunciou anteontem que vai entrar com uma representação no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e na corregedoria do Ministério Público Federal (MPF) contra o procurador da força-tarefa da Operação Lava Jato Diogo Castor.
A medida foi tomada pelo ministro durante a sessão de julgamento sobre a competência da Justiça Eleitoral para conduzir inquéritos de investigados na Operação Lava Jato. 
Por meio de um dos advogados que atuam no processo, Toffoli tomou conhecimento de um artigo assinado pelo procurador e publicado em um site de notícias, no qual Castor questionou a competência desse ramo da Justiça para atuar em casos de corrupção. 
Segundo o procurador, a Justiça Eleitoral, "historicamente, não condena ou manda ninguém para prisão"
Em seguida,Toffoli disse que a Justiça Eleitoral não pode sofrer ataques de integrantes da Lava Jato. Segundo o presidente, a Justiça Eleitoral nunca se intimidou com nada e que ataques sem fundamento não serão tolerados.

Cotidiano

IAPAR/CURSO

Cadeia da sericicultura precisa de inovação para crescer

SENADO

Audiências vai avaliar políticas de comércio exterior agropecuário

TEMPO

Efeitos das queimadas na região amazônica foram de baixa intensidade no céu do Paraná

SENADO

Proposta permite baixa gratuita de pequenas empresas inativas

JUSTIÇA

Sequestrador de Washington Olivetto é extraditado para o Chile

GERAL

Sequestrador estava em surto psicótico e ameaçou incendiar o ônibus

CALENDÁRIO

Saúde abre consulta pública para padronizar serviços da Atenção Primária

RESULTADO

Brasil atinge segunda melhor marca de impacto científico em 30 anos

COMPORTAMENTO

Pesquisa revela como jovens reagem ao serem reprovados em entrevistas

PESQUISA

Problemas financeiros dos funcionários impactam na produtividade para 96% das empresas

SAÚDE DO HOMEM

Pesquisa revela que mais de um terço dos homens brasileiros não vão ao médico anualmente

SENADO

CDH inclui fibromialgia no rol de doenças com dispensa de carência para auxílio-doença

SAÚDE

Medicamento para Insuficiência Cardíaca chega aos pacientes do SUS

SENADO

CCJ inicia debate sobre reforma tributária nesta segunda

POLÍTICA

Governo lança projeto para estimular empreendedorismo nos jovens

POLÍTICA

Governo diz que falta de recursos diminuirá expediente de militares

POLÍTICA

Maia acredita que reforma tributária será aprovada até o final do ano

GERAL

PRF determina suspensão e recolhimento de radares móveis

INVESTIMENTO

Governo realiza mudanças em resoluções de licenciamento ambiental

SELO COMEMORATIVO

Rainha do basquete Hortência é homenageada com emissão especial

agência dream