Paranavaí
Min. 15°C Max. 27°C
MAIS MÉDICOS

Abertas inscrições para brasileiros formados no exterior

10/07/19 00:00:00 - Cotidiano > Nacional

Começou ontem e segue até hoje (quarta-feira, dia 10) o prazo para médicos brasileiros formados em instituições estrangeiras se inscreverem para uma das 600 vagas do Programa Mais Médicos. São vagas remanescentes do edital nº 11/2019. Os médicos que aderirem ao programa devem começar a atuar na Atenção Primária desses municípios entre 16 de agosto e 25 de setembro.
A reposição de profissionais do Mais Médicos vai atender as populações de áreas com maiores dificuldades de acesso, como ribeirinhas, fluviais, quilombolas e indígenas e que dependem do atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS).
Esta é a segunda etapa do edital, publicado em 13 de maio deste ano. Na primeira fase do 18º ciclo do programa foram destinadas 2.149 vagas a médicos formados e habilitados com registro em qualquer Conselho Regional de Medicina (CRM) do Brasil. 
Destas, 600 não foram ocupadas e estão sendo ofertadas agora aos médicos brasileiros formados em instituições estrangeiras com habilitação para exercício da medicina no exterior (brasileiros intercambistas). 
INSCRIÇÕES – A adesão é feita exclusivamente pela Internet, através do Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP), no site do programa: http://maismedicos.gov.br. Para conhecer as etapas previstas para essa fase do Edital basta acessar o cronograma, que está publicado no site do Programa Mais Médicos: http://maismedicos.gov.br/.
PRIMEIRA FASE MAIS MÉDICOS - No dia 28 de junho encerrou a primeira fase do Edital vigente do Programa Mais Médicos. Das 2.149 vagas ofertadas nessa etapa aos médicos que possuem CRM Brasil, um total de 1.516 novos profissionais já estão atuando e atendendo a população em mais de 800 municípios brasileiros considerados de maior vulnerabilidade (perfis de 4 a 8).
Os profissionais que tiveram suas inscrições concluídas puderam indicar até quatro municípios, de acordo com sua ordem de preferência. Além disso, para garantir a imparcialidade na escolha de médicos qualificados, preferencialmente com perfil de atendimento para a Atenção Primária, o Ministério da Saúde estabeleceu critérios de classificação, como títulos de Especialista e/ou Residência Médica em Medicina da Família e Comunidade.
Após processo de classificação, os médicos tiveram prazo para se apresentarem aos municípios escolhidos entre os dias 24 e 28 de junho, mesmo período que os gestores municipais de saúde tiveram para homologar o início das atividades dos profissionais.

agência dream