Paranavaí
Min. 20°C Max. 32°C
POLÍTICA

Câmara aprova projeto que facilita divórcio de vítima de violência

04/10/19 00:00:00 - Cotidiano > Nacional
Câmara aprova projeto que facilita divórcio de vítima de violência Violência contra mulher pode resultar em agilidade no processo de separação - Foto: Marcos Santos/USP

Ana Cristina Campos 
Da Agência Brasil

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem (3) proposta que altera a Lei Maria da Penha para facilitar o processo de separação das vítimas de violência doméstica. Segundo o texto, o juiz responsável pela ação de violência doméstica também poderá decretar o divórcio ou a dissolução da união estável a pedido da vítima. A matéria agora segue para sanção presidencial.
Os deputados aprovaram nesta quinta-feira as alterações do Senado ao projeto de lei 510/19 do deputado Luiz Lima (PSL-RJ).
A proposta também garante às vítimas de violência o direito à assistência jurídica. Caso a situação de violência doméstica comece após o pedido de divórcio ou dissolução da união estável, a ação terá preferência no juízo onde estiver em tramitação.
PRIORIDADE - O texto altera o Código de Processo Civil para dar prioridade à tramitação das ações em que a parte seja vítima de violência doméstica em toda a justiça cível. A mudança foi incluída no Código de Processo Civil e vale para as ações de separação e para pedidos de reparação.
Para o autor do projeto, facilitar o divórcio das vítimas de violência é um processo simples, mas muito relevante para as famílias e para garantir que a violência não se repita
A relatora, deputada Erika Kokay (PT-DF), destacou a importância do projeto para que o juiz responsável pela ação de violência doméstica possa decretar a separação para “desconstruir os vínculos que provocaram muito sofrimento na mulher, nas crianças e no conjunto da sociedade”.
O texto aprovado também determina que o juiz e a autoridade policial deverão informar a vítima sobre eventual ajuizamento de pedidos de separação. E, se for o caso, o juiz tem 48 horas para encaminhá-la às defensorias públicas para que solicite a separação.

Cotidiano

POLÍTICA

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat

JUSTIÇA

STJ permite inclusão de dívidas do produtor rural pessoa física na recuperação judicial

EDUCAÇÃO

Aluno prejudicado por questão logística pode pedir reaplicação do Enem

POLÍTICA

STF mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

EDUCAÇÃO

Enem: o que esperar do segundo dia de provas

BOLSONARO ADMITE CONSULTA PÚBLICA

Da região, 7 municípios poderiam ser incluídos na proposta de fusão

DESASTRE AMBIENTAL

Mais 4 navios gregos estão entre os investigados por vazamento de óleo

GERAL

Programa Proteção de Fronteiras bate recorde de apreensões

POLÍTICA

Pacto federativo pode transferir até R$ 500 bi a estados e municípios

SERVIÇO PÚBLICO

Controladoria lança campanha sobre ética

SAÚDE

Trabalhos da Santa Casa são apresentados em Congresso Brasileiro de Transplantes

NOVEMBRO AZUL

Atividade física na prevenção do câncer de próstata

ECONOMIA

Previsão de crescimento da economia sobe levemente

POLÍTICA

Governo libera R$ 250 milhões para bolsas do CNPq

NO CAMPO

Produção familiar garante liderança da região Sul na avicultura e suinocultura

SAÚDE

Sancionada lei que fixa prazo de 30 dias para diagnóstico de câncer

PERÍODO DO DEFESO

Pesca de espécies nativas está proibida até marco do ano que vem

EM 2020

Alunos da rede estadual terão aulas de empreendedorismo

TRANSPARÊNCIA

Governo sanciona a lei do Fundo de Combate à Corrupção

MULTI CIDADES

Levantamento mostra investimentos e gastos de cidades

agência dream