Paranavaí
Min. 20°C Max. 32°C
CÂMARA

Projeto de Rubens Bueno dá autonomia para Institutos de Pesos e Medidas

09/10/19 00:00:00 - Cotidiano > Nacional

Garantir maior autonomia operacional e financeira para os Institutos de Pesos e Medidas (Ipems) dos estados e do Distrito Federal para que possam fiscalizar com mais eficiência a qualidade de produtos vendidos ao consumidor. Esse é o objetivo principal do projeto (PL 5389/2019) apresentado nesta terça-feira (08) pelo deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR), que visa modificar a lei 9.933/2019, que trata das competências do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).
 Atualmente, os órgãos de fiscalização dos estados funcionam como os braços de fiscalização do Inmetro e atuam por meio de convênio com o órgão federal. Com isso, as taxas arrecadadas por eles, essenciais para a manutenção da estrutura de fiscalização, vão para o caixa da União e, a parte que cabe aos Ipems, é frequentemente alvo de contingenciamentos. 
Pelo projeto, essas taxas serão distribuídas mensalmente para os Estados e para o Distrito Federal, na proporção das fiscalizações realizadas no período de doze meses imediatamente anterior e serão aplicadas exclusivamente em atividades ou projetos vinculados à Metrologia Legal.
“O projeto busca dar mais eficiência a fiscalização e desburocratizar o repasse de recursos essencial para a prestação do serviço. Hoje, com os frequentes cortes de repasses feitos pelo governo, a fiscalização fica ameaçada, o que coloca em risco a qualidade de produtos vendidos ao consumidor”, explica Rubens Bueno.
Com a aprovação do projeto, ao Inmetro fica conferida competência exclusivamente regulatória, como a elaboração de normas de padronização. Isso vai liberar a autarquia da execução de atividades incompatíveis com suas possibilidades. 
Já aos estados e ao Distrito Federal caberia a execução da atividade regulada pelo Inmetro, diretamente ou por meio de convênios, os quais também poderão ser celebrados com os municípios situados em seu âmbito territorial. 
As atividades desenvolvidas no âmbito da fiscalização têm entre seus objetivos a garantia da qualidade e conformidades dos produtos, a proteção da vida e da saúde humana, animal e vegetal. Aos fiscais é garantido poder de polícia administrativa para advertir e multar infratores, além de promover interdições de estabelecimentos e apreensão de mercadorias.

Cotidiano

POLÍTICA

Bolsonaro assina medida provisória que extingue o Dpvat

JUSTIÇA

STJ permite inclusão de dívidas do produtor rural pessoa física na recuperação judicial

EDUCAÇÃO

Aluno prejudicado por questão logística pode pedir reaplicação do Enem

POLÍTICA

STF mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

EDUCAÇÃO

Enem: o que esperar do segundo dia de provas

BOLSONARO ADMITE CONSULTA PÚBLICA

Da região, 7 municípios poderiam ser incluídos na proposta de fusão

DESASTRE AMBIENTAL

Mais 4 navios gregos estão entre os investigados por vazamento de óleo

GERAL

Programa Proteção de Fronteiras bate recorde de apreensões

POLÍTICA

Pacto federativo pode transferir até R$ 500 bi a estados e municípios

SERVIÇO PÚBLICO

Controladoria lança campanha sobre ética

SAÚDE

Trabalhos da Santa Casa são apresentados em Congresso Brasileiro de Transplantes

NOVEMBRO AZUL

Atividade física na prevenção do câncer de próstata

ECONOMIA

Previsão de crescimento da economia sobe levemente

POLÍTICA

Governo libera R$ 250 milhões para bolsas do CNPq

NO CAMPO

Produção familiar garante liderança da região Sul na avicultura e suinocultura

SAÚDE

Sancionada lei que fixa prazo de 30 dias para diagnóstico de câncer

PERÍODO DO DEFESO

Pesca de espécies nativas está proibida até marco do ano que vem

EM 2020

Alunos da rede estadual terão aulas de empreendedorismo

TRANSPARÊNCIA

Governo sanciona a lei do Fundo de Combate à Corrupção

MULTI CIDADES

Levantamento mostra investimentos e gastos de cidades

agência dream