SÃO PAULO - Um curioso estudo realizado na África expõe uma questão pouco usual sobre a evolução: ela pode levar as esp&eacut" />