Paranavaí
Min. 22°C Max. 32°C
PROPINAS DE US$ 31 MILHÕES

Esquema corrupto atuava na área de trading da Petrobras

06/12/18 00:00:00 - Cotidiano > Nacional
Esquema corrupto atuava na área de trading da Petrobras O procurador da República Athayde Ribeiro Costa ressalta que 201Ctrata-se de esquema criminoso praticado ao longo de anos, com envolvimento de empresas gigantes de atuação internacional Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

BRASÍLIA - A 57ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Sem Limites, deflagrada nesta quarta-feira (5) pela Polícia Federal, investiga o pagamento de pelo menos US$ 31 milhões em propinas para operadores e então funcionários da Petrobras, entre os anos de 2009 a 2014.
De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), essas propinas foram desembolsadas por “grandes empresas do mercado de petróleo e derivados - conhecidas como tradings”.
Segundo as investigações, há suspeita de que, entre 2011 e 2014, elas fizeram pagamentos de propinas nos valores de US$ 5,1 milhões, US$ 6,1 milhões e US$ 4,1 milhões, respectivamente, “relacionadas a mais de 160 operações de compra e venda de derivados de petróleo e aluguel de tanques para estocagem”.
“As provas apontam que havia um esquema em que empresas investigadas pagavam propina a funcionários da Petrobras para obter facilidades, conseguir preços mais vantajosos e realizar contratos com maior frequência”, diz o MPF.
“Os subornos beneficiavam funcionários da gerência executiva de Marketing e Comercialização, subordinada à Diretoria de Abastecimento. As operações de trading (compra e venda) e de locação que subsidiaram os esquemas de corrupção foram conduzidas pelo escritório da Petrobras em Houston, no estado do Texas, nos Estados Unidos, e pelo centro de operações no Rio de Janeiro”, acrescenta.
A procuradora da República Jerusa Burmann Viecili, que integra a força-tarefa Lava Jato no MPF em Curitiba, informou que “as operações da área comercial da Petrobras no mercado internacional constituem um ambiente propício para o surgimento e pulverização de esquemas de corrupção, já que o volume negociado é muito grande e poucos centavos a mais, nas negociações diárias, podem render milhões de dólares ao final do mês em propina”.
As tradings investigadas comercializam de modo maciço e recorrente com a Petrobras, no mercado internacional. “Somente a Trafigura, entre 2004 e 2015, realizou cerca de 966 operações comerciais com a Petrobras, as quais totalizaram o valor de aproximado de US$ 8,7 bilhões”, diz o MPF.
O procurador da República Athayde Ribeiro Costa ressalta que “trata-se de esquema criminoso praticado ao longo de anos, com envolvimento de empresas gigantes de atuação internacional, parte delas com faturamento maior que o da própria Petrobras. Foram corrompidos funcionários da estatal, com evidências de que ao menos dois ainda estão em exercício, para que as operações de compra e venda de derivados de petróleo favorecessem estas empresas. Os ilícitos estão sujeitos a punições no Brasil e no exterior”.

Cotidiano

ADULTOS

Exames da EJA Online acontecem nesta quinta

COMBUSTÍVEL

Preço da gasolina sobe pela 4ª semana e acumula alta de 3,5% em um mês

PEDIATRIA/LEVANTAMENTO

Em 20 anos, armas de fogo mataram 145 mil jovens no Brasil, aponta SBP

PRESIDENTE

Bolsonaro diz que Brasil não tem intenção de intervir na Venezuela

ENSINO

Brasil avançou pouco em 10 anos no ensino de português e matemática

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Presidente da CCJ aguarda “melhora do cenário político” para indicar relator

DECLARAÇÃO DE IR

Contribuinte, entenda como doar parte do Imposto de Renda ao conselho da criança

REPERCUSSÃO

Prisão do ex-presidente Temer teve forte repercussão no Senado

PRISÃO DE TEMER

“É muito ruim para o país ter um ex-presidente preso”, diz Mourão

DEBATE

Proposta de aposentadoria dos militares divide deputados

REFORMA

Tratar reformulação de carreira junto com previdência dos militares foi um equívoco, diz Rubens Bueno

PREVIDÊNCIA

Economia com mudanças para militares será de R$ 10,45 bilhões

ENERGIA

Aneel diz que pagamento de empréstimos reduzirá tarifa

POLÍTICA

Moro pede ao Congresso que se debruce em pacote anticrime

CARNE

EUA vão informar em três dias quando virão inspecionar frigoríficos para liberar importação

CEPEA

PIB do agronegócio fecha 2018 com estabilidade

NO SENADO

Reforma da Previdência é o fim da seguridade, dizem debatedores na CDH

MINISTRO DO SUPREMO

"Pode espernear à vontade", diz Moraes sobre críticas a inquérito

TRAGÉDIA

Treze de 16 docentes relataram casos de agressão na escola de Suzano

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Debate: Proposta da reforma é injusta com os trabalhadores e cobrará um "alto preço"

agência dream