Warning: set_time_limit() [function.set-time-limit]: Cannot set time limit in safe mode in /home/diariodonoroeste/www/inc_lib.php on line 5

Warning: set_time_limit() [function.set-time-limit]: Cannot set time limit in safe mode in /home/diariodonoroeste/www/definicoes.php on line 3

Warning: set_time_limit() [function.set-time-limit]: Cannot set time limit in safe mode in /home/diariodonoroeste/www/dpanel/painel_lib.php on line 3
Diário do Noroeste - Cotidiano - Policial - Choque frontal entre veículos mata quatro na PR-559
DN Digital
Cotidiano
23/05/13 - Cotidiano > Policial

PARAÍSO DO NORTE


Choque frontal entre veículos mata quatro na PR-559

Os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram que o local do acidente é uma curva aberta. Há indícios de que o Corola invadiu a pista contrária. Após a colisão o Corsa foi jogado para fora da pista e capotou.

Choque frontal entre veículos mata quatro na PR-559 Quatro pessoas morreram no choque frontal que aconteceu na manhã de ontem próximo a Paraíso do Norte
Foto: Robson Fracaroli

Uma colisão frontal entre dois carros matou quatro pessoas na manhã de ontem na PR-559, próximo a Paraíso do Norte. O acidente aconteceu por volta das 8h40 na rodovia entre Paraíso do Norte e São Carlos do Ivaí e envolveu um Toyota Corola e um Chevrolet Corsa, ambos com placas de Paraíso do Norte, cidade onde residiam as vítimas.
A pista estava molhada no momento do acidente, perto da usina de álcool da Coopcana.
De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), todas as vítimas morreram no local. O Corola era conduzido por Assis Campaner, 81 anos, que estava acompanhado de sua esposa Marilda Maria Cavecchia Campaner, 75 anos.
No Corsa, de propriedade da Coopcana, estavam o motorista José Henrique Riciolli, 29 anos, e Fábio Augusto das Neves, 25 anos, funcionários da cooperativa.
Os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram que o local do acidente é uma curva aberta. Há indícios de que o Corola invadiu a pista contrária. Após a colisão o Corsa foi jogado para fora da pista e capotou.
Assis Campaner e sua esposa eram pioneiros de Paraíso do Norte. Ele foi um dos sócios fundadores da Usina Coopcana. As outras duas vítimas - Riciolli e Neves - trabalhavam na usina.
O setor administrativo da Coopcana parou de trabalhar em luto pelas vítimas. O prefeito de Paraíso do Norte, Beto Vizzotto, decretou luto oficial por três dias no município. “Foi uma tragédia. Perdemos dois pioneiros e dois jovens trabalhadores”, lamentou o prefeito.
O casal de pioneiros será velado e enterrado em Rolândia, onde residem seus filhos. Os dois trabalhadores da usina serão velados e enterrados em Paraíso do Norte.


Fonte: Da Redação