Paranavaí
Min. 21°C Max. 37°C
ALTO PARANÁ

Motivo banal provocou assassinato de pedreiro

Os acusados afirmaram que o crime foi resultado de um acidente de trânsito. Entretanto, duas mulheres deram outra versão. Disseram que os suspeitos teriam atirado por causa de um gesto obsceno, feito pela vítima

30/11/13 00:00:00 - Cotidiano > Policial

A Polícia Civil de Alto Paraná solucionou o homicídio do pedreiro Énerson de Almeida, 27 anos, assassinado na madrugada do último dia 10, próximo ao ginásio de esportes da cidade. Os acusados afirmaram que o crime foi resultado de um acidente de trânsito.
Duas mulheres que estavam no carro da vítima deram outra versão. Disseram que os suspeitos teriam atirado por causa de um gesto obsceno, feito pela vítima.
O delegado Renato Lacroix Leal informou que o caso estava praticamente solucionado, quando na última quarta-feira um jovem de 23 anos se apresentou voluntariamente. Ele estava com advogado e afirmou que dirigia seu carro quando bateu na traseira do veículo da vítima.
O motorista informou que o desentendimento foi na frente do clube onde acontecia um baile. Nesta versão, o homicídio não teria relação com o fato, mas com as consequências.
Ele detalha que teria descido com um amigo para verificar o estrago, quando Almeida (a vítima) teria se abaixado no interior do veículo. Com medo de que o motorista fosse pegar uma arma, disse que o amigo fez os disparos com uma pistola 380. A arma teria registro, mas o rapaz não possuía o porte.
A versão foi confirmada pelo autor dos disparos, um rapaz de 27 anos. Ele se apresentou ontem voluntariamente, igualmente acompanhado de advogado. No depoimento, o autor dos disparos conta que estava alcoolizado. O rapaz disse não lembrar se houve confusão antes do acidente de trânsito na frente do salão de baile.
CONTROVÉRSIA - No dia do homicídio, três mulheres estavam no carro junto com a vítima. Duas delas já prestaram depoimento e a versão é contrária a dos acusados.
Elas afirmaram que os acusados seguiram o carro dirigido pela vítima e o obstruíram na pista. De acordo com as mulheres, o passageiro desceu atirando.
O delegado informou que as testemunhas declararam que não entraram no salão de baile. O problema teria acontecido quando deixavam a frente do clube para irem embora. Os dois acusados teriam feito um comentário sobre o fato de o pedreiro estar com três mulheres e eles sem nenhuma.
De dentro do carro, o pedreiro teria feito o gesto obsceno. Os rapazes não gostaram e foram atrás da vítima, relata Leal com base na versão das mulheres. Uma terceira mulher que estava no carro ficou ferida e ainda não prestou depoimento.
INDICIADOS - O delegado de Alto Paraná disse que os dois rapazes serão indiciados por homicídio qualificado, ou seja, com agravantes (pena de 12 a 30 anos). Eles também terão que responder pela tentativa de homicídio (mesma pena, mas com diminuição de até 2/3 porque a vítima não morreu).
Leal explicou que somente quando concluir o inquérito decidirá se  pede ou não a prisão dos acusados. Eles têm residência fixa e trabalham na cidade. Para a definição, espera o laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Paranavaí. Ao ser questionado sobre as versões contraditórias, Leal não descartou uma reconstituição do crime.
O CRIME - O pedreiro Énerson de Almeida, 27 anos, foi assassinado a tiros na madrugada do dia 10 de novembro próximo ao ginásio de esportes de Alto Paraná.  A vítima morava em Paranavaí e tinha ido a um baile.
O pedreiro estava acompanhado de três moças (15, 16 e 22 anos). Todos estavam em um veículo VW Saveiro preta e foram trancados por outro veículo da mesma marca de cor clara. Foram recolhidos oito cartuchos de arma de fogo.
Uma das passageiras foi atingida e teve o projétil alojado no pescoço. A jovem aguarda cirurgia para retirar a bala.

Cotidiano

GERAL

Preso suspeito de produzir e divulgar pornografia infantil na internet

TRÁFICO

PRF apreende mais de meia tonelada de cocaína em Paranaguá

CRUZEIRO DO OESTE

PF apreende caminhão carregado de cigarros contrabandeados

GAECO

Quatro policiais militares são presos em flagrante por concussão

USAVA A INTERNET

Homem suspeito de cooptar mulheres para praticar atos criminosos com as crianças é preso

RODOVIAS

Acidente entre carro e ônibus deixa um morto

DICAS

Polícia Civil dá dicas para população não cair em golpes

PRISÕES

Lava Jato diz que diretor do DER recebeu propina para aumentar pedágio no Paraná

BRIGA DE TRÂNSITO

Acusado de atirar contra adolescente é preso no Litoral

CONFRONTO

PM chega a esconderijo e 2 suspeitos da tentativa de assalto a carros-fortes morrem

APÓS TROCA DE TIROS

PRF liberta caminhoneiro feito refém

RESGATE/CE

Suspeito de manter irmã por 16 anos trancada em casa no Ceará é preso

DE NOVO

Condenado por furto ao Banco Central de Fortaleza é preso no Paraná

SEGURANÇA

Polícia Civil faz operação para elucidar homicídios em Curitiba

PRESÍDIOS

Digitalização de ações penais agiliza concessão de 25,5 mil benefícios a presos

ANDIRÁ

Dois suspeitos de roubo a banco morrem em confronto com a polícia

RODOVIAS ESTADUAIS

Operação Carnaval 2017 da PRE terá início na sexta-feira

PARANACITY

Policial Militar é baleado no rosto

SEGURANÇA/PR

Operação Eleições contará com mais 10 mil policiais

FLORAÍ

Homem com revólver é preso furtando alface em sítio

agência dream