Paranavaí
Min. 13°C Max. 26°C
EM INVESTIGAÇÃO

Inquérito vai apurar morte de empresário em ação policial

Foi aberto inquérito militar e também na polícia civil, para apurar as circunstâncias da morte do empresário Edilson José Duarte, 50 anos. Ele morreu em confronto com a polícia militar

30/09/14 00:00:00 - Cotidiano > Policial

Uma investigação interna da Polícia Militar e um inquérito da Polícia Civil irão apurar as circunstâncias da morte do empresário Edilson José Duarte, 50 anos, em confronto com policiais militares na noite do último sábado em Paranavaí.
Ontem, os policiais militares envolvidos na ocorrência passariam por uma avaliação psicológica. O objetivo era analisar a necessidade, ou não, de serem afastados dos serviços nas ruas. Independentemente do resultado, os policiais terão alguns dias para se recuperar do trauma.
De acordo com o oficial de Comunicação Social do 8º Batalhão de Polícia Militar (8ºBPM), tenente Ricardo Cesar Gral, o inquérito policial militar deverá durar no mínimo 40 dias. Nesse período será analisado de qual arma saiu os disparos que acertou o comerciante.
Na ocorrência havia cinco policiais. Laudos técnicos deverão indicar a autoria dos disparos que acertaram a vítima.
A Polícia civil terá 30 dias para encaminhar a investigação ao Fórum. Provavelmente o prazo deverá ser prorrogado porque depende de laudos da perícia feita pela Polícia Científica. Nesse período serão ouvidos os policiais militares que estavam na ocorrência.
O superintendente da 8ª Subdivisão Policial (8ª SDP), André Eberle, disse que também serão ouvidas as pessoas que se envolveram em uma discussão com a vítima, no centro da cidade. Uma pessoa presente onde o empresário morreu já teria sido ouvida e confirmado a versão de que o comerciante foi quem começou a atirar contra os policiais.
De acordo com o relatório da PM, quando os policiais chegaram à residência o comerciante tentava abrir a porta. Em uma das mãos estava a pistola. Os policiais pediram para ele colocar a arma no chão.  O comerciante já teria virado e dado um tiro na direção dos policiais. Novamente foi alertado para que soltasse a pistola, porém, a vítima voltou a efetuar diversos disparos contra os policiais, que revidaram.
No local do crime os policiais recolheram quatro projéteis (calibre 40) de tiros disparados pela polícia, e outros nove projéteis (calibre 380) de tiros disparados pelo comerciante. A arma do comerciante foi apreendida.
A MORTE - Edilson José Duarte, 50 anos, estava na garagem de sua casa quando começou a disparar contra os policiais. Antes do confronto o empresário teria ido a uma lanchonete, na Avenida Paraná, e ameaçado algumas pessoas, com quem tinha se desentendido anteriormente.
O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado para socorrer o comerciante, porém, ele já estava morto. A troca de tiros aconteceu por volta das 20h30, na Rua Ébano Pereira, Jardim Panorama. Duarte foi atingido no pescoço, tórax e braço.
Conhecidos da vítima confirmaram que ele havia ingerido bebida alcoólica na tarde do crime. No dia a dia ele era considerado pacato e não havia registro de ocorrência policial envolvendo seu nome.
Entre as pessoas que o comerciante se desentendeu estavam jovens com idade variando de 16 e 24 anos. Ele teria jogado garrafas contra essas pessoas. Depois da discussão, o comerciante foi até sua casa, pegou a pistola calibre 380 e voltou à lanchonete, onde teria apontado a arma para os jovens, mas não conseguiu efetuar os disparos.
O corpo de Duarte foi enterrado no final da tarde de domingo no Cemitério Central. Ele tinha um estabelecimento comercial (vídeo games), na Rua Minas Gerais.

Cotidiano

TRÁFICO

PRF apreende mais de meia tonelada de cocaína em Paranaguá

CRUZEIRO DO OESTE

PF apreende caminhão carregado de cigarros contrabandeados

GAECO

Quatro policiais militares são presos em flagrante por concussão

USAVA A INTERNET

Homem suspeito de cooptar mulheres para praticar atos criminosos com as crianças é preso

RODOVIAS

Acidente entre carro e ônibus deixa um morto

DICAS

Polícia Civil dá dicas para população não cair em golpes

PRISÕES

Lava Jato diz que diretor do DER recebeu propina para aumentar pedágio no Paraná

BRIGA DE TRÂNSITO

Acusado de atirar contra adolescente é preso no Litoral

CONFRONTO

PM chega a esconderijo e 2 suspeitos da tentativa de assalto a carros-fortes morrem

APÓS TROCA DE TIROS

PRF liberta caminhoneiro feito refém

RESGATE/CE

Suspeito de manter irmã por 16 anos trancada em casa no Ceará é preso

DE NOVO

Condenado por furto ao Banco Central de Fortaleza é preso no Paraná

SEGURANÇA

Polícia Civil faz operação para elucidar homicídios em Curitiba

PRESÍDIOS

Digitalização de ações penais agiliza concessão de 25,5 mil benefícios a presos

ANDIRÁ

Dois suspeitos de roubo a banco morrem em confronto com a polícia

RODOVIAS ESTADUAIS

Operação Carnaval 2017 da PRE terá início na sexta-feira

PARANACITY

Policial Militar é baleado no rosto

SEGURANÇA/PR

Operação Eleições contará com mais 10 mil policiais

FLORAÍ

Homem com revólver é preso furtando alface em sítio

COMBATE AO CONTRABANDO

Pioneira em ações anfíbias, PM do Paraná é referência no Brasil

agência dream