Paranavaí
Min. 21°C Max. 30°C
LAVA JATO

Para oposição, suspeitas mostram que cerco a Lula está se fechando

Para a oposição, a relação de Lula com as empreiteiras coloca o petista cada vez mais no centro das investigações da Operação Lava Jato e a revelação de ontem

30/01/16 00:00:00 - Cotidiano > Política

BRASÍLIA - Dirigentes e integrantes de partidos da oposição avaliaram que o "cerco está se fechando" contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após uma fornecedora afirmar que a Odebrecht pagou pela reforma de um sítio usado por ele e sua família. 
Para a oposição, a relação de Lula com as empreiteiras coloca o petista cada vez mais no centro das investigações da Operação Lava Jato e a revelação de ontem "acaba com a blindagem política" do petista. 
"As evidências se avolumam e é um assunto que não se esgota. Primeiro o triplex, agora o sítio. São elementos demolidores", afirmou o presidente do DEM, senador Agripino Maia. "Em algum momento, esse laço vai se fechar", concluiu. 
O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE), diz que as revelações sobre as relações entre o ex-presidente e empreiteiras envolvidas no escândalo da Operação Lava Jato colocam o petista "sob grave suspeita". "São fatos contundentes que minam a blindagem política de Lula e colocam em xeque a figura quase mítica do ex-presidente", afirmou. 
O deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) disse que, agora, o próximo passo é apurar quem "demandou os serviços das empreiteiras no sítio" de Atibaia, usado pelo ex-presidente. "Uma obra dessa tem que ser demandada. Nitidamente Lula ficou libertino com essas relações", afirmou. 
Para o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno (SP), não foi apenas Lula que se beneficiou da relação com empreiteiras. "Seu instituto recebeu milhões de empreiteiras por palestras, ele viajou o mundo de carona em jatinhos dessas empresas, seus filhos também foram beneficiados e ainda temos 'presentes', as reformas que, ao final das investigações, poderão ser caracterizadas como propina", afirmou o deputado. 
Já o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), ressaltou que o avanço das investigações sobre o ex-presidente indicam o favorecimento de lula junto a empresas investigadas. 
"O Petrolão não nasceu sem pai. Um esquema criminoso desse, altamente organizado, tinha um comando que vinha das maiores instâncias do Palácio do Planalto para manter um grupo no poder e o enriquecimento ilícito de agentes públicos", disse.

Cotidiano

POLÍTICA

Bolsonaro diz que não pretende acabar com estabilidade de servidor

POLÍTICA

Bolsonaro: criminoso é quem deve temer a lei, não o cidadão

SENADO

Presidente diz que se Congresso derrubar vetos, regras sobre partidos podem valer para 2020

POLÍTICA

Rodrigo Maia: semana será decisiva para reforma da Previdência

POLÍTICA

Governo apresenta proposta de mudança no Código de Trânsito Brasileiro

GOVERNO

Suspeitas de “candidaturas laranjas” são investigadas, diz ministro Moro

SENADO

Senadores propõem que salário mínimo em 2019 seja de R$ 1.006, como estimou Congresso

SENADO

“Vou trabalhar para derrubar veto ao Refis”, afirma Eunício

CÂMARA DOS DEPUTADOS

“Esse é um café velho e frio”, diz Maia sobre pauta econômica do governo

NESTA SEGUNDA

Paranavaí terá paralisação contra a reforma da Previdência

MANTÉM SUSPENSÃO

Marun: Governo não vai desistir do nome de Cristiane Brasil para a pasta do Trabalho

TEMER DIZ

Nada destruirá agenda de transformação

LAVA JATO

STJ nega pedido de habeas corpus de Eduardo Cunha

PREVIDÊNCIA

Para senadores aliados, Temer “perdeu timing” sobre recuo na Previdência

MINISTRO/STF

Marco Aurélio diz estar "perplexo" com corrupção em doações oficiais

PEDE INVESTIGAÇÃO

Saiba o que vai acontecer com a lista de Janot

GOVERNO

Temer diz que quer ser lembrado na história por promover as reformas necessárias

CRISE/GOVERNO

Assessor de Temer pede demissão após ser envolvido em denúncias da Odebrecht

GOVERNO

Relatório do TCU indica que funções e cargos em comissão custam R$ 3,5 bi ao mês

CONVERSAS GRAVADAS

Em áudio com Machado, Sarney diz que há "ditadura da Justiça"

agência dream