BRASÍLIA - Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) indica que a administração pública federal gasta R$ 3,471 bilh&o" />
Paranavaí
Min. 21°C Max. 32°C
GOVERNO

Relatório do TCU indica que funções e cargos em comissão custam R$ 3,5 bi ao mês

28/05/16 00:00:00 - Cotidiano > Política

BRASÍLIA - Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) indica que a administração pública federal gasta R$ 3,471 bilhões por mês com funções de confiança e cargos comissionados. Desse montante, R$ 2,816 bilhões vão para funções e R$ 655,9 mil para cargos comissionados.
As funções de confiança só podem ser exercidas por servidores, enquanto os cargos comissionados são de livre provimento. O levantamento foi feito pela Secretaria de Fiscalização de Pessoal do TCU e abrangeu 278 órgãos do Executivo, Legislativo e Judiciário, incluindo estatais, autarquias e fundações.
O levantamento do TCU revelou que, da força de trabalho nos órgãos onde ocorreu o levantamento, 25,51% ocupam função de confiança. A proporção dos comissionados, ou seja, que não precisam ser servidores efetivos, é menor, de 5,42%.
Sem vínculo
Segundo o relatório, o Legislativo tem a maior proporção de servidores investidos em cargos comissionados sem vínculo com a administração pública: 97,3%. O poder que mais usa o próprio quadro para ocupar os cargos comissionados é o Judiciário, com proporção de 82,99%. Em seguida vêm o Ministério Público da União, com 65,82%, e o Executivo, com 64,45%.
Com relação às funções, o Legislativo tem a totalidade exercida por pessoal do próprio quadro. O Judiciário é o poder que mais tem servidores de outros órgãos em funções de confiança: 10,44%.
O relatório do TCU destacou que “ o percentual de cedidos titulares de funções comissionadas é baixo, apontando a valorização dos servidores do quadro próprio das organizações”. De acordo com o TCU, as informações do levantamento serão usadas no planejamento de futuros trabalhos na área. (Reportagem: Mariana Branco, da Agência Brasil)

Cotidiano

POLÍTICA

Bolsonaro diz que não pretende acabar com estabilidade de servidor

POLÍTICA

Bolsonaro: criminoso é quem deve temer a lei, não o cidadão

SENADO

Presidente diz que se Congresso derrubar vetos, regras sobre partidos podem valer para 2020

POLÍTICA

Rodrigo Maia: semana será decisiva para reforma da Previdência

POLÍTICA

Governo apresenta proposta de mudança no Código de Trânsito Brasileiro

GOVERNO

Suspeitas de “candidaturas laranjas” são investigadas, diz ministro Moro

SENADO

Senadores propõem que salário mínimo em 2019 seja de R$ 1.006, como estimou Congresso

SENADO

“Vou trabalhar para derrubar veto ao Refis”, afirma Eunício

CÂMARA DOS DEPUTADOS

“Esse é um café velho e frio”, diz Maia sobre pauta econômica do governo

NESTA SEGUNDA

Paranavaí terá paralisação contra a reforma da Previdência

MANTÉM SUSPENSÃO

Marun: Governo não vai desistir do nome de Cristiane Brasil para a pasta do Trabalho

TEMER DIZ

Nada destruirá agenda de transformação

LAVA JATO

STJ nega pedido de habeas corpus de Eduardo Cunha

PREVIDÊNCIA

Para senadores aliados, Temer “perdeu timing” sobre recuo na Previdência

MINISTRO/STF

Marco Aurélio diz estar "perplexo" com corrupção em doações oficiais

PEDE INVESTIGAÇÃO

Saiba o que vai acontecer com a lista de Janot

GOVERNO

Temer diz que quer ser lembrado na história por promover as reformas necessárias

CRISE/GOVERNO

Assessor de Temer pede demissão após ser envolvido em denúncias da Odebrecht

CONVERSAS GRAVADAS

Em áudio com Machado, Sarney diz que há "ditadura da Justiça"

SUPREMO

Ministro Ricardo Lewandowski extingue tramitação oculta de processos no STF

agência dream