Paranavaí
Min. 25°C Max. 37°C
EMPRESAS

Promessa de riqueza fácil esquenta as pirâmides

Certas ofertas de trabalho - como

19/03/13 11:15:03 - Economia > Geral

SÃO PAULO - A promessa era enriquecimento rápido. Mas, em vez disso, o estudante de administração Gustavo Warmling, 23, teve prejuízo de R$ 2.000 depois de se cadastrar como vendedor de uma suposta empresa no ano passado.
"Eles não me falaram do que se tratava até eu chegar a uma reunião que apresentava o negócio", diz.
Certas ofertas de trabalho - como "ganhe dinheiro sem sair de casa" ou "pergunte-me como ficar rico" - são comuns especialmente via internet e inspiram cuidados, segundo especialistas consultados.
Muitas delas podem mascarar esquemas conhecidos como pirâmides, que são ilegais.
A estratégia dessas supostas empresas consiste em seduzir novos colaboradores com propostas para revenda de produtos ou serviços que trariam muito dinheiro em pouco tempo.
Pela estrutura do negócio, são recrutados constantemente novos colaboradores, que pagam taxas de adesão que podem superar R$ 500. Com isso, a empresa fatura milhões antes que qualquer produto seja vendido.
Essa prática é diferente da venda direta, destaca o professor Marcelo Pontes, líder da área acadêmica de marketing, pesquisa e economia da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing).
A venda direta é um modelo tradicional, que consiste na comercialização de produtos porta a porta, sem um ponto comercial fixo, diz.
Isso está dentro da lei e não representa engodo. "Além disso, o negócio também dá a possibilidade de trabalhar em horários flexíveis e a chance de aumentar a remuneração conforme a dedicação pessoal", acrescenta Roberta Kuruzo, diretora executiva da ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas).
Uma das principais diferenças é que, na venda direta, ganha-se comissão pela venda de produtos, enquanto, na pirâmide, ela é paga quase exclusivamente pela adesão de novos vendedores.
De acordo com Kuruzo, a prática de pirâmide vai contra as regras de ética e conduta da associação de venda direta e nenhuma empresa deve cobrar taxas de adesão.
No site da ABEVD (www.abevd.org.br), é possível fazer denúncias contra as empresas associadas, caso façam esse tipo de exigência.
PREJUÍZO - O estudante Warmling diz que o processo todo das empresas-pirâmides é misterioso e sedutor. "Mostram vídeos de pessoas que enriqueceram. Fiquei tão empolgado que paguei pela adesão".
Só depois percebeu que havia caído em um golpe. "Era obrigatória a indicação de novos membros e a compra de no mínimo R$ 500 em produtos por mês para receber a comissão pelas indicações", afirma.

Economia

PIS

Abono salarial começa a ser pago para trabalhadores nascidos em março e abril

NEGÓCIOS

Empresários participaram de palestras e rodada de negócios

MERCOSUL

Carta de Porto Alegre prevê maior integração entre países

DESEMPREGO

10 passos para organizar as finanças em caso de desemprego

CÂMARA

Comissão aprova incentivo para investimento em pequena empresa

INTERNACIONAL

Agência Internacional de Energia diz que preço do petróleo pode cair mais

CAIXA-BALANÇO

Lucro da Caixa cresce 60% e chega a R$ 3 bilhões no 3º trimestre

RAZÕES

Pesquisa revela os cinco principais motivos que levam os profissionais a pedir demissão

IMPOSTO DE RENDA

Sem correção da tabela, contribuintes estão pagando mais IR do que devem

APP-SINDICATO

APP debate com o governo os encaminhamentos da greve

REGULAMENTAÇÃO

Governo estuda mudanças na jornada de trabalho

REFUGIADOS

Brasil passa por "crise de governança", diz secretário nacional de Justiça

RECUPERAÇÃO

Mantega fala em dificuldade do país engatar um novo ciclo de crescimento

FGV

Indicador do clima econômico piorou na América Latina e no Brasil

ALERTAS/MERCADO

Com clima favorável, colheita da mandioca é intensificada

BALANÇO

Marfrig registra prejuízo de R$ 96,4 mi no 1º trimestre

FROTA

Veículos flex já são 28% da frota total paranaense

ALERTA

Empresas devem atualizar dados até 30 de julho para preservar direito ao nome

CAMINHONEIROS

“Profissão de ouro” movimenta mais da metade do que é consumido no país

VAREJO

Cocamar apresenta novidades na Apas 2014

agência dream