Paranavaí
Min. 20°C Max. 35°C
ATUAÇÃO RUIM

Vermelhinho não mereceu a vitória

04/04/17 00:00:00 - Esporte > 2ª Divisão Paranaense
Vermelhinho não mereceu a vitória Torcida foi em bom número ao WW e viu muitos erros do time de Paranavaí

A sorte e o azar estão sempre presentes em jogos, assim como no futebol. E a sorte esteve ao lado do Atlético de Paranavaí na vitória de 1x0 sobre o Iraty, domingo no Estádio Waldemiro Wagner. 
O time do técnico Rafael Andrade teve uma atuação muito ruim e só não perdeu o jogo em casa porque o ataque do Iraty não funcionou.
O Iraty dominou o jogo por completo, com exceção de alguns minutos da primeira etapa, porém, ficou com a posse de bola no meio-campo, acuando o Vermelhinho, mas sem levar perigo ao goleiro Dida. Não merecia perder, mas também não fez por merecer a vitória. O empate seria o mais justo. 
O Atlético de Paranavaí venceu graças a um gol aos 2 minutos de jogo, talvez no único lance bonito da partida. O Vermelhinho trabalhou a bola pela direita, até chegar a Alan, que limpou dois adversários, servindo a bola a Marcos Paulo no lado esquerdo. Então o lateral Luan se projetou e recebeu a bola na linha de fundo, fazendo cruzamento certeiro na cabeça do próprio Alan, que se projetara para dentro da área.
Depois, o time de Paranavaí praticamente apenas se defendeu. “O maior volume de jogo foi deles, mas qual defesa complicada o nosso goleiro fez?. Vão ter jogos que faremos o gol e teremos que nos desdobrar para nos defender, foi o que aconteceu. Temos que valorizar a vitória, é muito difícil ganhar”, disse o técnico Rafael Andrade sobre o desempenho de seu time.
Ainda no primeiro tempo, o jogador Marcos Paulo teve de ser levado para o hospital. Recebeu um “tranco” por trás e sofreu luxação no ombro esquerdo. Foi lance faltoso, mas nenhum atleticano reclamou de uma possível penalidade, nem falta foi marcada pelo árbitro.
Depois, o jogo seguiu com o Atlético de Paranavaí tendo muitas dificuldades para armar jogadas no meio-campo, e com Jeferson Monte Alegre abandonado na frente.
A zaga funcionou ante um esquadrão de marcadores à frente. Com isso, o Iraty cresceu na posse de bola, mas não conseguiu furar a retranca atleticana que, igualmente, não soube aproveitar os contra-ataques.
O técnico Rafael Andrade reconheceu o fraco futebol do seu time, principalmente no segundo tempo, creditando esse fato ao “desgaste das viagens”, porém, destacou o empenho, dedicação e garra de jogadores. 
“É um time de raiz, que joga na raça. Estou com cinco atletas no Departamento Médico, e no jogo tive poucas opções no banco. Nosso dia a dia é complicado e difícil, estamos superando vários problemas a cada dia”, afirmou Andrade. 
No banco de reservas, havia sete atletas, mas apenas três em condições reais para entrar, segundo o técnico. Os outros quatro se recuperam de lesão e apenas compuseram o banco.
“Costumo falar que o ACP é um time de operários, onde todos se destacam. A diretoria não está medindo esforços para que as coisas se normalizem, para que tenhamos um futebol competitivo e de qualidade em Paranavaí”. Há informação sobre atraso no pagamento do salário.

FICHA TÉCNICA
Atlético Paranavaí 1x0 Iraty
Gol de Alan, aos 2 minutos do 1º tempo.
4ª rodada do Paranaense da 2ª Divisão. Dia 02/04/2017. Local: Estádio Waldemiro Wagner, em Paranavaí. Público pagante: 747. Total: 933. Renda: R$ 9.360,00. Árbitro: Eli Marini.
Assistentes: César da Silva Nogueira e Sidnei Galho Benedito
Delegado: Valdinei Donizete Pereira. Cartão amarelo: Doni, Sávio e Luiz Fernando (ITA).
Equipes:
Atlético de Paranavaí: Dida; Chimbinha, João Victor, Glauber e Luan (Giuseppe); Marcos Paulo (Guga depois Alessandro), João Antônio, Alan e Robinho; Yan e Jeferson. Técnico - Rafael Andrade.
Iraty: Doni; Carlos (Gustavo), Sávio, Luiz Fernando e Gabriel; Jhonatan, Russo, Paulo e Pinheiro (Ricardo); Carioca (Anderson) e Rodolfo. Técnico - Antônio Fernando de Freitas.
 
 

agência dream