Paranavaí
Min. 21°C Max. 30°C
PARANAENSE

Rodada do Acesso teve socos, voadoras e caso de racismo

16/02/18 00:00:00 - Esporte > 2ª Divisão Paranaense

Além dos nove gols marcados em cinco partidas, a segunda rodada da Divisão de Acesso do Paranaense registrou outras particularidades na quarta-feira. O jogo entre Batel e Andraus, disputado em Guarapuava, terminou com seis atletas expulsos. 
Já em Paranavaí, o duelo entre Atlético e Rolândia terminou com torcedor na delegacia – acusado de racismo. O episódio foi registrado durante o segundo tempo e relatado em súmula. De acordo com o registro do árbitro Cleber de Jesus Ludwig, o lateral direito Weslen, do Rolândia, foi chamado de macaco por um torcedor da equipe rival.
TROCA DE SOCOS E VOADORAS - Já em Guarapuava, o confronto entre Batel e Andraus terminou com as populares cenas lamentáveis, informa matéria de Felipe Gustavo para o site site Net Esporte.
Ao todo, seis jogadores foram expulsos. Na etapa complementar, Matheus do Ó, do Batel, e Vinícius, do Andraus, receberam o segundo cartão amarelo e foram excluídos do jogo. Até aí tudo bem. O problema mesmo veio nos acréscimos.
Segundo a súmula, quatro atletas - dois de cada lado - foram expulsos por trocarem socos e voadoras. De acordo com o árbitro Felipe Bello, Lima, do Andraus, e Adir, do Batel, receberam o vermelho por "darem uma voadora no adversário com o jogo paralisado".
Já o zagueiro Gatti e o meia Russo foram expulsos por "trocarem socos com o adversário com a bola fora de jogo". Todos ganharam o cartão de forma direta e vão a julgamento no TJD-PR.

agência dream