Paranavaí
Min. 21°C Max. 31°C
PALMEIRAS

Zé Roberto projeta estreia na Libertadores e avisa: "Camisa não ganha jogo"

O palmeirense de 42 anos, inclusive, pede uma equipe ofensiva diante dos argentinos. “Acho que a melhor receita é se impor no jogo. Para você passar por uma situação difícil, você tem de se impor”

08/03/17 00:00:00 - Esporte > Libertadores
 Zé Roberto projeta estreia na Libertadores e avisa: Zé Roberto nega que o Palmeiras seja o grande favorito a se classificar no Grupo 5 da Copa Libertadores - Foto: Cesar Greco

A estreia do Palmeiras na Libertadores é aguardada com ansiedade pelos seus torcedores e até pelos próprios jogadores do clube. 
Com o objetivo de se sagrar bicampeão do torneio, o Verdão inicia a sua caminhada contra o Atlético Tucumán-ARG, nesta quarta (08), às 21h45, na Argentina. 
E o tão falado “clima de Libertadores” é esperado pelos palestrinos neste duelo inaugural da competição, já que o rival tem todas as características que o Alviverde deve encontrar ao longo da competição.
“Em casa, eles têm o apoio de seus torcedores, é um estádio em que os torcedores ficam quase dentro do campo. É um campo com atmosfera favorável para a equipe deles, no sentido de apoio. Mas são situações que o Palmeiras já conhece. Acredito que aprendemos muito com a Libertadores do ano passado. Neste ano, estamos muito mais preparados. Temos de saber lidar com essas dificuldades do início do jogo. A melhor forma é marcar bem e sair no contra-ataque. A nossa proposta será praticamente esta, fazer uma boa marcação e contra-atacar”, explicou o experiente Zé Roberto.
O palmeirense de 42 anos, inclusive, pede uma equipe ofensiva diante dos argentinos. “Acho que a melhor receita é se impor no jogo. Para você passar por uma situação difícil, você tem de se impor. De qual forma? Não pode só se defender, tem de jogar também. O Palmeiras propõe o jogo, joga e busca os gols. A parte defensiva para este jogo será muito importante”, contou o jogador, pregando muito respeito ao adversário desta quarta.
“Às vezes você enfrenta um time sem muita tradição, como este jogo, e eles dão a vida. Camisa não ganha jogo. Se não entrar com mentalidade diferente, você é surpreendido. No ano passado, não tivemos essa leitura e fomos surpreendidos por times de menor expressão. Espero que este ano seja diferente, entendendo que a Libertadores é diferente”, completou.
Zé Roberto nega também que o Palmeiras seja o grande favorito a se classificar no Grupo 5 da Copa Libertadores, que ainda conta com Jorge Wilstermann, da Bolívia, e Peñarol, do Uruguai, além do próprio Atlético Tucumán, da Argentina.
“É difícil apontar um favorito no futebol moderno. Temos exemplos. Se olharmos o futebol mundial, antes do jogo da Champions (League) entre Barcelona e PSG, todos apontavam o Barcelona como vencedor, e o PSG ganhou (4 a 0). Não se pode dizer que um é favorito. Claro que cada time tem a sua tradição e o seu nome, mas isso não ganha jogo. Passará quem jogar melhor e estiver mais disposto a buscar a classificação”, afirmou.

agência dream