Paranavaí
Min. 19°C Max. 33°C
SELEÇÃO/BRASIL

Técnico Tite evita euforia e diz que Argentina é rival mais importante

Embora reconheça a importância técnica dos craques Messi e Neymar, Tite destacou a importância do jogo coletivo para que as individualidades funcionem. Ainda segundo ele, jogadores no nível dos respectivos camisas 10 não se para, apenas se diminui o espaç

10/11/16 00:00:00 - Esporte > Seleção
Técnico Tite evita euforia e diz que Argentina é rival mais importante O técnico Tite conversa com Marcelo e Felipe Luis Foto: Lucas Figueiredo/CBF

BELO HORIZONTE - Em entrevista ontem, véspera do clássico contra a Argentina pelas Eliminatórias da Copa-2018, o técnico Tite pediu calma em relação à empolgação de seu bom início do comando da seleção brasileira. O confronto entre Brasil e Argentina acontece hoje às 21h45.
"Quatro jogos é muito pouco para falar de uma caminhada longa. É, sim, um bom começo, mas é pouco para se ter uma análise melhor. Em relação ao jogo, temos um desafio de repetir um padrão de atuação dos outros jogos. Sendo que, agora, temos a diferença de ser um clássico e ter uma equipe de grande nível técnico como a Argentina", afirmou.
Questionado se o clássico contra a Argentina é seu jogo mais difícil à frente da seleção, Tite foi direto.
"Sim, é o jogo mais importante. Para a classificação, vale três pontos iguais. Mas a história traz um jogo diferente. História, peso, qualidade, tudo. Atletas das duas equipes entre os top 3. Já traz uma condição diferente", explicou.
Embora reconheça a importância técnica dos craques Messi e Neymar, Tite destacou a importância do jogo coletivo para que as individualidades funcionem. Ainda segundo ele, jogadores no nível dos respectivos camisas 10 não se para, apenas se diminui o espaço de ação.
"Não se para Leo Messi, não se para Neymar, se diminui ações. Pode diminuir o número de participações. Podemos elencar uma série de jogadores que podem decidir o jogo, porém tem um pré-requisito: a engrenagem tem que funcionar, senão não consigo conceber o craque individualmente. Com o coletivo forte, tu acrescentas Coutinho, Higuain, Di Maria, Douglas Costa, Gabriel... Uma série de grandes jogadores que têm virtudes técnicas para um momento de decisão", avaliou.

agência dream