Paranavaí
Min. 18°C Max. 33°C
SELEÇÃO

Gabriel Jesus diz que Suárez faz mais falta que ele nas Eliminatórias

A seleção uruguaia não terá Luís Suárez, suspenso. Mesmo assim, o goleiro Alisson não espera jogo tranquilo no embate das duas primeiras colocadas das eliminatórias

23/03/17 00:00:00 - Esporte > Seleção
Gabriel Jesus diz que Suárez faz mais falta que ele nas Eliminatórias Seleção joga hoje no Uruguai, pelas eliminatórias - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

SÃO PAULO - Gabriel Jesus vinha sendo convocado para a seleção brasileira até sofrer uma fratura no quinto metatarso do pé direito, precisar passar por cirurgia e ficar meses longe dos gramados. 
Agora o jogador do City verá as duas partidas do Brasil pelas Eliminatórias contra Uruguai e Paraguai pela TV. Apesar de não poder reforçar a seleção, Jesus falou que tem uma seleção que sofre ainda mais com um desfalque: o Uruguai.
Em entrevista ao Sportv transmitida em trechos pelo canal esportivo, Gabriel Jesus, que passa período nos Estados Unidos, foi questionado quem fará mais falta para o duelo entre Brasil e Uruguai. Ele ou Luis Suárez, que está suspenso?
"Acho que o Uruguai, porque a seleção brasileira sempre foi muito servida de craques. Infelizmente (a seleção brasileira) passou por uma fase ruim, que ninguém gosta que aconteça, mas vem melhorando cada dia mais. Os jogadores estão querendo muito mais e isso é muito importante e a seleção está retomando seu trono de onde não deveria ter saído, pois se trata do país do futebol", comentou Gabriel Jesus.
O Brasil joga nesta quinta-feira, às 20h (de Brasília), em Montevidéu, contra o Uruguai, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.
ALISSON QUER ATENÇÃO – Uma greve na Itália fez com que Alisson fosse o último jogador a se apresentar à Seleção Brasileira. Mesmo com a concorrência de Ederson e Weverton, a vaga de titular do gol brasileiro deve seguir em suas mãos.
Se o cansaço não será um problema, a falta de ritmo de jogo também foi relativizada pelo goleiro. Apesar de estar sendo aproveitado no gol da Roma apenas em jogos da Liga Europa, torneio de qual a equipe foi eliminada pelo Lyon, ele garante que pode dar conta do recado.
“Com certeza, o ritmo de jogo ajuda. Mas já provei que, mesmo sem jogar, pude fazer bom trabalho aqui. É difícil, mas temos que lidar com o que temos em mãos. A exigência na seleção é sempre muito alta. Vou trabalhar para sempre suprir essas expectativas”, afirmou.
A seleção uruguaia não terá Luís Suárez, suspenso. Mesmo assim, Alisson não espera jogo tranquilo no embate das duas primeiras colocadas das eliminatórias.
“Jogar lá sempre é difícil, a história fala por si. Isso já responde a pergunta sobre o Suárez. Ele é um bom jogador, um dos melhores do futebol mundial, mas temos de estar atentos aos detalhes, sobretudo ao nosso jogo. Será uma pressão grande, até por ser um jogo entre primeiro e segundo colocado, isso aumenta um pouco a rivalidade, mas contamos com jogadores experientes, acostumados com essa situação”, analisou.
A preocupação: Cavani, artilheiro das eliminatórias com oito gols.
“A gente do futebol acaba estudando por prazer. A gente acompanha, assiste aos jogos. O PSG joga de forma muito bonita, temos conhecimentos, damos uma aprofundada nos detalhes aqui. Ele vem se destacando muito. Acredito que seja o melhor ano da carreira dele. Temos que estar muito atentos. O time se doa muito, depende também de seus atacantes para criar e finalizar”, disse.

agência dream