Paranavaí
Min. 20°C Max. 35°C
NO ESTADO

Paranavaí aparece em 33º no ranking dos municípios que geraram mais empregos

24/03/18 00:00:00 - Paranavaí > Loanda
Paranavaí aparece em 33º no ranking dos municípios que geraram mais empregos Paranavaí volta a ter saldo positivo na geração de emprego Foto: Arquivo DN

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou ontem os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes ao mês de fevereiro.
Paranavaí fechou o segundo mês consecutivo com saldo positivo e aparece na 33ª posição no ranking dos municípios que geraram mais empregos no Estado.
Em fevereiro, Paranavaí registrou 796 admissões com carteira assinada e 733 demissões, o que significa um saldo de 63 novos postos de trabalho.
O saldo positivo é quase três vezes maior que o registrado em janeiro, - 22. No ranking do Estado, o município subiu da 39ª para a 33ª posição, à frente de cidades de mesmo porte e até maiores, como Francisco Beltrão (saldo de +60), Almirante Tamandaré (saldo de +29), Guarapuava (saldo de +29), Pinhais (saldo de -51), Apucarana (saldo de -212) e Umuarama, na região Noroeste do Paraná, que fechou o mês com o pior saldo do Estado: -991.
No acumulado deste ano, Paranavaí tem um saldo positivo de 85 novos postos de trabalho, resultado de 1.480 admissões com carteira assinada e 1.395 demissões.
“Mesmo com as demissões das vagas temporárias do período natalino, conseguimos manter uma boa média de contratações e até aumentar o nosso saldo na geração de empregos. Estamos com uma boa expectativa de melhorar ainda mais nos próximos meses, com a previsão de abertura de novas empresas na cidade”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Carlos Emanuel Rodrigues.
SITUAÇÃO NO PAÍS - O Brasil registrou a criação de 61.188 novas vagas com carteira assinada em fevereiro de 2018. O resultado é o melhor para o mês desde 2014, quando foram criadas 260.823 vagas.
Em fevereiro de 2017, foram criados 35.612 postos de trabalho. Ainda assim, o resultado ficou abaixo do intervalo de 15 estimativas coletadas pelo Projeções Broadcast, que variava entre criação de 90 mil a 170 mil postos de trabalho com carteira assinada, com média de 135 mil novos empregos.
O saldo de fevereiro no Brasil decorre de 1,274 milhão de admissões e de 1,213 milhão de demissões. O dado inclui os contratos firmados já sob as novas modalidades previstas na reforma trabalhista, como a jornada intermitente e a jornada parcial.

diario do noroeste
agência dream