Paranavaí
Min. 10°C Max. 19°C
SINDICATO RURAL

Presidente diz que agronegócio deve crescer nas próximas décadas

11/01/19 00:00:00 - Paranavaí > Local
Presidente diz que agronegócio deve crescer nas próximas décadas Ivo Pierin Júnior, presidente do Sindicato Rural

O presidente do Sindicato Rural de Paranavaí e vice-presidente da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), Ivo Pierin Júnior, disse nesta quinta-feira (10) que “a expectativa de crescimento da produção agropecuária brasileira é grande” para este ano “e para as próximas décadas”. Isto porque a demanda mundial por alimentos continua crescendo o que garante mercado e preço para a produção nacional. “Nosso desafio é aumentar a produção para suprir a fome mundial”, afirmou ele.
Pierin Júnior espera que os governos Federal e Estadual, recém instalados, tomem as medidas necessárias para alavancar o setor. Na opinião dele, “se o governo não atrapalhar” já está ajudando, mas pode contribuir para fomentar o setor. “O Governo pode ajudar na redução de custos para que o produtor não perca sua capacidade de investimento. Quanto custa hoje, por exemplo, colocar a produção rural no porto. Para se ter uma ideia, a burocracia e a falta de concorrência já chegaram a fazer com que o custo de uma viagem de navio entre os portos de Paranaguá e Santos fosse maior que de Paranaguá à Europa ou aos Estados Unidos”, recorda.
Ele aponta ainda que, além dos portos, é preciso promover um amplo programa de recuperação de rodovias, incluindo pavimentação de algumas delas, que, apesar de importantes para o escoamento da produção agrícola, ainda não contam com o benefício. “O Governo precisa investir e melhorar a infraestrutura de transporte da produção do campo”, frisa.
O presidente do Sindicato defende ainda a desburocratização do país e aplaude a intenção já manifestada do Governo Federal em revogar normas, portarias e regulamentos que hoje mais atrapalham do que ajudam. “Às vezes a proposta até tem boas intenções, é para controlar determinada situação. Mas logo começam a aparecer problemas. Além do que a burocracia acaba se tornando numa fonte de corrupção. Sem contar que quanto mais a presença do Estado, mais chance de greves, operações tartaruga etc”, avalia.
CRÉDITO AGRÍCOLA –Outro setor que Pierin entende que o Governo pode contribuir para alavancar a produção no campo é na área de crédito. Aponta que o governo poderia criar um seguro agrícola para dar a opção ao produtor de fazer investimento com recursos próprios. O Proagro (Programa de Garantia de Atividade Agropecuária) desobriga o produtor da quitação de crédito rural de custeio em caso de frustração de safra provocada por fenômenos naturais, pragas e doenças que atinjam rebanhos e plantações. Mas ele garante o recurso do banco como agente financeiro. O Proagro não atende quem usa recursos próprios.
De acordo com Ivo Pierin Júnior, os recursos que o Governo vem aportando tem atendido as necessidades do setor, mas diz que este volume “pode e deve aumentar”. Ele defende investimentos para reduzir custos e aumentar a produtividade, o que se faz com mais tecnologia, adubação, práticas conservacionistas etc. “Isto precisa ser financiado”, aponta.
DUPLICAÇÃO - Além da defesa de demandas nacionais, o presidente do Sindicato Rural de Paranavaí aponta necessidades regionais, que devem ser encampadas pelo Governo Estadual. Entre elas, a duplicação da BR-376, entre Paranavaí e o Porto São José e, posteriormente, até Taquarussu, no Mato Grosso do Sul. Embora seja uma rodovia federal as lideranças que trabalham pela chamada Rodovia do Agronegócio entendem que o assunto deve ser “puxado” pelo Governo do Estado.
Pierin diz que tão importante como viabilizar esta importante artéria viária é o desenvolvimento de programas para melhorar, inclusive com pavimentação, rodovias municipais, como é feito na região de Toledo, no Oeste do Estado. Lá as estradas municipais estão recebendo a pavimentação numa ação que tem a participação de deputados federais e estaduais, que apresentam emendas ao Orçamento da União e do Estado destinando recursos financeiros para a obra, prefeituras municipais e produtores rurais.
Ele também defende para a região a continuidade do programa de instalação do Parque Tecnológico do Agroinovação (Agro + I) em Paranavaí. Este parque, inicialmente, vai atuar nas áreas de mandioca e de citricultura, depois na pecuária de corte, avançando paulatinamente para outras atividades.
Outra área que Pierin defende atenção do Governo do Estado são os programas de reforma de pastagens. “Tem que garantir o acesso dos pecuaristas a estes programas. Na verdade, estes programas não têm sido muito atrativos”, observa ele.
INVESTIMENTO COM RETORNO – O vice-presidente da FAEP lembra que cada centavo investido pelo governo no agronegócio tem retorno garantido. “Com investimento na agropecuária, todos lucram”, diz ele, explicando que o agropecuarista aumenta a produtividade e sua renda e, num efeito dominó, movimenta a economia, beneficiando toda a sociedade, com a geração de empregos, por exemplo. Com a economia aquecida, o governo recolhe mais impostos e tem recursos para investir em outras áreas, como saúde, educação e segurança.
Pierin avalia que os governos estadual e federal têm consciência dessa realidade, mas diz que o setor deve cobrar. “O governo é demandado 25 horas por dia. Quem leva suas demandas é atendido. Então temos que mostrar nossas necessidades e mostrar ao governo que investir na agropecuária é um excelente negócio, pois todos ganham, é uma ferramenta para o desenvolvimento do Estado. É só olhar o desempenho do setor na balança comercial e no PIB para verificar que os investimentos na produção agropecuária estão dando excelentes resultados ao país”. Finaliza.

Paranavaí

PREVISÃO DO TEMPO

Temperatura mínima em Paranavaí deve chegar a oito graus no domingo

EDUCAÇÃO

IFPR lança concurso público e oferece 133 vagas. Sete são em Paranavaí

SEMANA ENEF/PARANAVAÍ

Amanhã tem clínica financeira na Praça dos Pioneiros

NOROESTE DO PARANÁ

Maioria dos grupos prioritários atinge meta da campanha de vacinação contra a gripe

GRIPE/PARANAVAÍ

Grupo prioritário das gestantes está com índice de vacinação muito abaixo da meta

CONTRA O ABUSO SEXUAL INFANTIL

2.200 crianças vão participar do Encontro dos Príncipes e Princesas

PARANAVAÍ

Cinco salas de vacina estarão abertas no sábado para vacinação contra gripe

PARANAVAÍ

Microempresa fortalece a economia, diz coordenadora da Sala do Empreendedor

PARANAVAÍ

Diretor da Santa Casa fala em redução de despesas e mudanças de planejamentos

DEFESA DO CONSUMIDOR

Advogado de Paranavaí participará de reunião em comissão nacional da OAB

COOPERATIVA DE CRÉDITO

Cresol Pioneira inaugura agência em Paranavaí

PARANAVAÍ

CCJ da Câmara analisa projetos

FIQUE ATENTO

MEIs têm até dia 31 de maio para fazer a Declaração Anual do Simples Nacional

1ª DISCUSSÃO

Legislativo aprova lei que regulamenta a instalação de Parklet

PARANAVAÍ

Pedidos de isenção do IPTU 2019 podem ser feitos até dia 31 de maio

PARANAVAÍ

Vereadores aproam moção de apoio ao IFPR

CIDADANIA

Alistamento Militar de jovens que completam 18 anos em 2019 vai até o dia 30 de junho

SAÚDE

Já são seis municípios em epidemia de dengue no Noroeste do Paraná

PARANAVAÍ

MEIs terão semana dedicada a palestras, orientações e serviços gratuitos

PARANAVAÍ

Ainda não há data prevista para nova eleição do Sindoscom

diario do noroeste
agência dream