Paranavaí
Min. 16°C Max. 27°C
PARANAVAÍ

Contra o corte de verbas, estudantes apresentam IFPR para a comunidade

Ideia dos alunos é mostrar os trabalhos desenvolvidos dentro do campus local e buscar apoio da sociedade na luta pela liberação dos recursos bloqueados pelo Ministério da Educação

12/05/19 00:00:00 - Paranavaí > Local
Contra o corte de verbas, estudantes apresentam IFPR para a comunidade No dia 6 de maio, estudantes se uniram para um abraço ao campus, simbolizando proteção Foto: Divulgação

REINALDO SILVA
reinaldo@diariodonoroeste.com.br

O bloqueio de verbas anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) para universidades e institutos federais tem caráter operacional, técnico e isonômico e afeta instituições de ensino de todo o país. A medida foi anunciada no dia 30 de abril.
Em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou: “Universidades que, em vez de procurar melhorar o desempenho acadêmico, estiverem fazendo balbúrdia terão verbas reduzidas”.
Inicialmente, três instituições teriam os recursos retidos. Em seguida, Weintraub anunciou que a medida se estenderia para mais de 60 universidades e 40 institutos federais. A declaração motivou protestos de estudantes por todo o Brasil.
Em Paranavaí, alunos do Instituto Federal do Paraná (IFPR) se uniram para abraçar um dos blocos acadêmicos. A ação foi no dia 6 de maio e teve o objetivo de mostrar que estão dispostos a proteger o campus. 
Nesta segunda-feira (13), eles voltarão a se manifestar contra o bloqueio de verbas. Ao longo do dia, estarão em frente à Prefeitura de Paranavaí para apresentar pesquisas, projetos e protótipos que desenvolveram durante o período letivo. A ideia é dar visibilidade aos trabalhos realizados no campus.
A ação é chamada de “IF na Rua” e pretende estimular a comunidade a apoiar os alunos na luta pelo fim da retenção dos recursos. De acordo com integrantes do grêmio estudantil, o IFPR de Paranavaí teria mais 30% do orçamento anual boqueado, algo em torno de R$ 630 mil.
PREOCUPADOS COM O FUTURO – Na tarde de sexta-feira (10), parte do grupo que lidera o movimento estudantil conversou com a equipe do Diário do Noroeste. Durante todo o tempo, os alunos demonstraram preocupação com as consequências da medida tomada pelo MEC.
Se o bloqueio for mantido, o campus não terá condições de funcionar a partir de setembro deste ano, já que os recursos têm como destinação o pagamento das contas de água e energia elétrica e dos serviços terceirizados (manutenção, limpeza e segurança). 
Sem água ou energia elétrica não haveria condições de desenvolver qualquer tipo de atividade no campus. “Vai afetar diretamente o ensino”, avaliou Rebeca Gabriele Dias dos Santos, de 17 anos. Projetos de pesquisa e extensão também seriam atingidos.
José Antonio Montina Balestre, de 17 anos, afirmou que cortes no orçamento sempre existiram, mas antes eram verbas destinadas a investimentos, ou seja, as compras previstas não eram feitas, mas isso não interferia nos trabalhos do dia a dia. Agora, no entanto, com a retenção de recursos para a manutenção do campus, a comunidade acadêmica ficaria sem alternativas.
Na opinião dos integrantes do grêmio estudantil, a paralisação das atividades no campus também teria consequências negativas na economia de Paranavaí e de municípios da região. É que o IFPR promove formação técnica e prepara os alunos para o mercado de trabalho. Sem esses profissionais que saem da instituição, as empresas teriam dificuldades para encontrar mão de obra qualificada.
ENSINO DE QUALIDADE – A luta, disseram os estudantes, é pela manutenção do ensino de qualidade oferecido pelas instituições federais. Por isso, querem que o MEC cancele o bloqueio e libere o dinheiro para as universidades e institutos. Assim, será possível seguir o planejamento orçamentário definido para 2019, sem prejudicar o ano letivo.
De acordo com Carlos Eduardo Antonio de Andrade, de 16 anos, o IFPR de Paranavaí apresenta alto índice de aprovação dos estudantes em processos seletivos para o Ensino Superior, quase 80%. Esse resultado demonstra a qualidade da metodologia pedagógica da instituição.
Tendo em vista o desempenho dos alunos do IFPR de Paranavaí e todos os projetos de pesquisa e extensão que desenvolvem, os integrantes do movimento estudantil fizeram questão de enfatizar que não há balbúrdia, como afirmou o ministro da Educação. Ao contrário, o que existe por parte da comunidade acadêmica é o esforço conjunto para elevar o nível da educação federal.
IF NA RUA – Da mesma forma que o abraço ao campus, a ação desta segunda-feira está sendo organizada pelos estudantes. Será dividida em duas etapas: pela manhã, eles apresentarão resultados de pesquisas, projetos e protótipos. À tarde, farão apresentações culturais resultantes das atividades desenvolvidas dentro do campus de Paranavaí.

Em nota, IFPR se manifesta contra bloqueio de recursos
A Reitoria do Instituto Federal do Paraná (IFPR) se manifestou, por meio de nota, sobre o bloqueio de verbas anunciado pelo Ministério da Educação (MEC). A seguir, trechos do texto divulgado pela instituição.
“O bloqueio de 36% do orçamento discricionário do IFPR coloca em risco as ações que foram planejadas ao longo de 2018 a 26 comunidades locais em que o Instituto realiza suas atividades, por meio da construção coletiva do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2019-2023).”
“No IFPR, o bloqueio significa um impacto de R$ 20.895.166,00, em ações de capacitação, custeio e expansão. O valor, portanto, é substancial e afeta diretamente o funcionamento da instituição, tanto na Reitoria como em seus 25 campi em gastos essenciais como luz, água, segurança e limpeza. O bloqueio, portanto, é inadmissível.”

Paranavaí

CONTRA O ABUSO SEXUAL INFANTIL

2.200 crianças vão participar do Encontro dos Príncipes e Princesas

PARANAVAÍ

Cinco salas de vacina estarão abertas no sábado para vacinação contra gripe

PARANAVAÍ

Microempresa fortalece a economia, diz coordenadora da Sala do Empreendedor

PARANAVAÍ

Diretor da Santa Casa fala em redução de despesas e mudanças de planejamentos

DEFESA DO CONSUMIDOR

Advogado de Paranavaí participará de reunião em comissão nacional da OAB

COOPERATIVA DE CRÉDITO

Cresol Pioneira inaugura agência em Paranavaí

PARANAVAÍ

CCJ da Câmara analisa projetos

FIQUE ATENTO

MEIs têm até dia 31 de maio para fazer a Declaração Anual do Simples Nacional

1ª DISCUSSÃO

Legislativo aprova lei que regulamenta a instalação de Parklet

PARANAVAÍ

Pedidos de isenção do IPTU 2019 podem ser feitos até dia 31 de maio

PARANAVAÍ

Vereadores aproam moção de apoio ao IFPR

CIDADANIA

Alistamento Militar de jovens que completam 18 anos em 2019 vai até o dia 30 de junho

SAÚDE

Já são seis municípios em epidemia de dengue no Noroeste do Paraná

PARANAVAÍ

MEIs terão semana dedicada a palestras, orientações e serviços gratuitos

PARANAVAÍ

Ainda não há data prevista para nova eleição do Sindoscom

OFICINAS

Semana terá oficinas comunitárias para discutir o Plano Diretor nos distritos

PARANAVAÍ

Grupo Médicos do Humor promove piquenique para a comunidade

MUDANÇA

Heron Radke deixa Secretaria de Segurança e Trânsito

PARANAVAÍ

Militares homenageiam patrono da PM do Paraná

DOMINGO TRÁGICO

Dois jovens executados a tiros em Paranavaí

diario do noroeste
agência dream