Paranavaí
Min. 21°C Max. 34°C
VIOLÊNCIA

Guerra entre facções rivais pode ser o motivo do assassinato

02/11/18 00:00:00 - Paranavaí > Policial
Guerra entre facções rivais pode ser o motivo do assassinato Local onde o corpo foi encontrado por testemunhas

Na início da manhã de ontem foi assassinado com um tiro no tórax o jovem Diego Rosa Ferreira, 23 anos. O corpo estava em um carreador que liga o Jardim São Jorge aos três conjuntos habitacionais na saída de Paranavaí para Tamboara. As investigações apontam para possível guerra entre facções criminosas.
O delegado responsável pelo caso, Vagner dos Santos Malaquias, informa que há suspeitos do crime, no entanto, as pistas são mantidas em sigilo para não atrapalhar as investigações.
Até o momento, o que se sabe é quer a vítima morava em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, e há cerca de um mês se mudou para Paranavaí. Naquele Estado tinha passagem por tráfico de drogas.
Já em Paranavaí também teve problemas recentes com a Polícia. No dia 27, portanto último sábado, ele foi detido por furto qualificado e porte de arma. Acabou solto na última segunda-feira (dia 29) por ordem judicial para responder em liberdade. Ontem, foi encontrado morto.
O CASO - Por volta das 6h30 de ontem, testemunhas denunciaram que ouviram disparos de arma de fogo, encontrando o corpo pouco depois, então, acionaram a Polícia Militar. Os policiais constataram a situação e passaram o caso para o IML (Instituto Médico Legal), que confirmou que o rapaz foi atingido por um único disparo de arma de fogo, na região do tórax. A bala perfurou o pulmão do jovem, provocando a morte.
No final do dia eram aguardados familiares da vítima para a liberação do corpo e transferência para a cidade de origem. As informações são de que ele estaria sozinho em Paranavaí.
A violência entre grupos rivais não é novidade em Paranavaí e já esteve no centro de investigações anteriores.
No primeiro semestre deste ano, assassinatos e outros casos de violência aconteceram na região da Vila Operária, motivando operações por parte das policias Civil e Militar.
Na ocasião, a Polícia trabalhava com a possibilidade de uma guerra entre grupos rivais por conta de tráfico ou até mesmo rixas por outros motivos.
A maioria dos casos foi esclarecida, resultando na prisão de vários suspeitos. Dentre os casos está o assassinato de um adolescente com 71 facadas. Esse crime foi praticado por duas pessoas, incluindo um menino de apenas 13 anos.     

diario do noroeste
diario do noroeste
diario do noroeste
agência dream