Paranavaí
Min. 21°C Max. 28°C
PARANAVAÍ

Jovem ferido gravemente por motivo banal

06/11/18 00:00:00 - Paranavaí > Policial

Um desentendimento comum, por motivo impreciso, mas com consequências trágicas. Assim pode ser descrita a situação que levou ao esfaqueamento de um jovem de 21 anos, internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Paranavaí.
Ontem por volta das 16h, o hospital informou ao Diário do Noroeste que o estado de saúde do jovem era grave e que ele estava entubado, isto é, respirando com a ajuda de aparelhos.
A agressão foi na madrugada de sexta-feira, durante uma festa em salão no Jardim Morumbi.
O jovem foi socorrido inicialmente por testemunhas e depois por profissionais (bombeiros civis) que passavam pelo local e se dispuseram a dar os primeiros atendimentos.
Depois, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) fez o resgate e o encaminhou para o hospital. A vítima tinha um corte com intenso sangramento no pescoço, além de outras duas facadas nas costas.
O agressor foi identificado e detido logo depois, um jovem de 20 anos. Ainda muito nervoso, ele confessou ter esfaqueado a vítima em consequência de uma briga.
O delegado Gustavo Bianchi confirmou ontem que o suspeito foi autuado em flagrante pela tentativa de homicídio. O suspeito tem passagens anteriores pela Polícia e, de acordo com a PM, dentre os delitos atribuídos a ele está um homicídio.
A faca usada na agressão foi dispensada pelo suspeito e apreendida posteriormente. O caso foi registrado por volta de 4h30 da madrugada, ou seja, já no final da referida festa.
INVESTIGAÇÕES - O delegado Vagner dos Santos Malaquias confirmou ontem que continua a investigação para identificar e prender o responsável (ou responsáveis) pelo assassinato de um jovem no começo da manhã da última quinta-feira (dia 1º). O corpo estava numa estrada rural entre os Três Conjuntos, região do Jardim São Jorge.
Segundo o delegado, há pistas, mas são mantidas em sigilo para não atrapalhar a sequência do trabalho de esclarecimento dos fatos. A linha de investigação aponta para possível guerra entre facções criminosas.
Diego Rosa Ferreira, 23 anos, foi assassinado com um tiro no tórax. A bala perfurou o pulmão da vítima, levando à morte, aponta laudo do Instituto Médico Legal (IML).
A vítima morava em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, e há cerca de um mês se mudou para Paranavaí. Naquele Estado tinha passagem por tráfico de drogas.
Ele foi preso em Paranavaí no dia 27 do mês passado por furto qualificado e porte de arma. Acabou solto dois dias depois por ordem judicial para responder em liberdade.

diario do noroeste
agência dream