Paranavaí
Min. 21°C Max. 28°C
PARANAVAÍ

Tráfico e outras broncas durante o feriadão

06/11/18 00:00:00 - Paranavaí > Policial

O final de semana prolongado foi cheio de ocorrências no setor policial. Algumas se destacaram, dentre elas, a prisão de dois jovens por tráfico no começo da madrugada do último sábado, na área central de Paranavaí.
Neste caso foram detidos dois rapazes de 18 anos, que tinham 64 gramas de maconha. Também acabaram apreendidos uma balança digital, dinheiro, um telefone celular e uma motoneta.
Consta que a equipe da PM fazia patrulhamento na Avenida Paraná, quando avistou a dupla em “atitude suspeita” e foi averiguar.
Os jovens tinham algumas porções de maconha. O problema é que houve também uma revista na casa deles, onde mais drogas e os outros objetos foram localizados.
Indagados, os jovens acabaram informando que estavam comercializando a droga. Essa declaração caracterizou o tráfico e, com isso, ambos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.
MOTOR FURTADO - Um pouco antes das prisões por tráfico, a PM abordou um adolescente de 17 anos, que transitava com uma motocicleta na Rua Albino Ferracini, Jardim Canadá.
De imediato os policiais constataram que o motor do veículo era produto de furto. Então, houve a busca na casa do jovem, quando foram encontrados 103 gramas de maconha e um telefone celular, cuja origem será investigada. O rapaz deve responder na forma prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
PACOTE DE ILEGALIDADE - Durante o feriado prolongado a PM deteve um jovem de 18 anos, morador na Rua Joanin Ernesto Petereit, Conjunto Habitacional Geraldo Felipe.
Esse rapaz foi abordado com outros jovens. O problema foi que ele estava de posse de uma balança de precisão, um coldre de arma de fogo, uma munição calibre 357, um telefone Motorola e uma balaclava (touca de proteção para motociclistas, mas que também pode ter a utilidade alternativa de esconder o rosto). O jovem acabou indiciado e deve explicar a utilidade prática que dava para tais objetos.
DESCONTROLADO - Um homem de 38 anos levou grande susto durante o final de semana. Ele conta que estava em seu trabalho quando chegou um desconhecido com arma de fogo em punho. Disse que estava procurando uma pessoa para matar e não identificou o alvo. Logo depois de tais afirmações o suspeito fugiu, antes da chegada da PM.

diario do noroeste
agência dream