Paranavaí
Min. 20°C Max. 35°C
DOAÇÃO DE SANGUE

Hemonúcleo de Paranavaí terá horário especial de atendimento na quarta-feira

Objetivo é ampliar os estoques de bolsas de sangue e plaquetas, para garantir que haja material suficiente para o fim do ano. O expediente diferenciado marcará o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

22/11/15 00:00:00 - Paranavaí > Saúde
Hemonúcleo de Paranavaí terá horário especial de atendimento na quarta-feira Estoque de bolsas de sangue e plaquetas é regular, mas quantidade não pode diminuir Foto: Arquivo DN

Você pode ajudar outras pessoas de muitas maneiras. Fazer visitas, dar cestas básicas, entregar roupas... Há quem prefira praticar a solidariedade de maneira diferente, doando sangue. O procedimento é simples, mas pode salvar vidas.
Pensando na importância de quem se prontifica a contribuir dessa forma, estabeleceu-se uma data simbólica como o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado em 25 de novembro.
No Hemonúcleo de Paranavaí, a ocasião será marcada pelo horário diferenciado de atendimento, das 7h30 às 15 horas, sem intervalo para almoço. O objetivo é estimular a comunidade a fazer a doação de sangue e abastecer os estoques de bolsas de sangue e plaquetas.
A responsável técnica pelo banco de sangue da cidade, Maria Luísa Dias Fraga Peron, explicou que a data comemorativa é estratégica. “Uma bolsa de sangue pode ficar armazenada por até 42 dias. Contando a partir de 25 de novembro, teria validade até 6 de janeiro - período que mais precisamos”.
O motivo para ser a época de maior necessidade é que muitas pessoas tiram férias e deixam de doar, o que resulta na redução dos estoques e compromete a distribuição de sangue para os hospitais da região Noroeste do Paraná e para outras partes do Estado.
Mas a preocupação vai mais além. Nesse período, o consumo de bebidas alcoólicas aumenta, por causa das festas de final de ano. Com isso, também cresce o número de acidentes de trânsito e de pessoas feridas por atos de violência. Significa que a quantidade de pessoas que precisam repor sangue é maior.
De acordo com Maria Luísa, em outubro deste ano, o Hemonúcleo de Paranavaí recebeu, em média, 28 doadores por dia. O número é regular e deixa o banco de sangue da cidade em boas condições de funcionamento. “Mas não pode cair, senão perdemos estoque”.
REQUISITOS - Para doar sangue é preciso cumprir alguns critérios, tais como estar em boas condições de saúde, não usar drogas, não manter relações sexuais com várias pessoas, não ter recebido transfusão sanguínea há menos de um ano e não ter tido hepatite após os dez anos de idade.
O doador também precisa seguir as seguintes exigências: não ter realizado cirurgia de pequeno porte nos últimos seis meses, ou de grande porte no último ano; pesar mais do que 55 quilos; evitar o uso de bebidas alcoólicas pelo menos 12 horas antes da doação; e as mulheres não podem estar grávidas ou amamentando.
E atenção para a faixa etária em que os doadores precisam estar inseridos: 16 a 69 anos, com algumas especificidades. Quem tem 16 ou 17 anos deve ir ao Hemonúcleo acompanhado por um responsável legal. No caso de pessoas com 68 ou 69 anos só é permitido se já forem doadoras frequentes.
Algumas recomendações importantes para quem vai doar sangue. Esteja bem alimentado, ingira bastante líquido no dia e tenha uma boa noite de sono antes de ir até o banco de sangue.
RÁPIDO - O processo é simples e leva aproximadamente 40 minutos. Começa com o cadastro do doador, que, em seguida, é encaminhado para uma triagem médica. Depois, realiza-se um exame para identificar se o voluntário tem ou não anemia. Se tudo estiver certo, o próximo passo é a coleta.
Após a doação de sangue, a pessoa precisa esperar alguns minutos. O período de observação é importante porque há casos em que o doador tem reações adversas. Se tudo estiver bem, o voluntário é liberado.
VANTAGENS - Maria Luísa informou que o voluntário fidelizado, ou seja, aquele que faz a doação três vezes por ano, conta com alguns benefícios. Ao receber um certificado, consegue, por exemplo, entrar gratuitamente em eventos esportivos e culturais. No caso de Paranavaí, também tem acesso livre à ExpoParanavaí.
Para que tudo isso seja possível, afirmou a responsável técnica pelo Hemonúcleo, existe a necessidade de uma legislação municipal específica. “Desde que tenha a lei, o doador tem essas vantagens em qualquer lugar do Brasil”.
SERVIÇO - O Hemonúcleo de Paranavaí localiza-se na Rua Rio Grande do Sul, número 2.390, próximo à Santa Casa.

diario do noroeste
agência dream