Equipes técnicas da 14ª Regional de Saúde e das prefeituras do Noroeste do Paraná se reuniram ontem, em Paranavaí, para tratar sobre o" />
Paranavaí
Min. 18°C Max. 25°C
REGIÃO NOROESTE

Reunião técnica tratou sobre combate a dengue, zika vírus e chikungunya

27/01/16 00:00:00 - Paranavaí > Saúde
Reunião técnica tratou sobre combate a dengue, zika vírus e chikungunya Encontro teve a participação de equipes técnicas de municípios de toda a região - Foto: Robson Fracaroli

Equipes técnicas da 14ª Regional de Saúde e das prefeituras do Noroeste do Paraná se reuniram ontem, em Paranavaí, para tratar sobre o combate ao Aedes aegypti e às doenças que o mosquito transmite: dengue, zika vírus e febre chikungunya.
Durante o encontro, também conversaram sobre a identificação dos sintomas, a coleta de sangue para análises laboratoriais e os cuidados médicos necessários para os pacientes com uma das três doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.
O chefe da Divisão de Vigilância em Saúde da 14ª Regional de Saúde, Walter Sordi Junior, afirmou que o índice de infestação pelo mosquito é alto, o que põe em risco toda a população dos municípios do Noroeste do Paraná. Por isso, as equipes técnicas precisam estar preparadas.
Ele também chamou a atenção dos moradores para a importância de buscarem atendimento médico sempre que identificarem alguns dos sintomas das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, principalmente febre alta e dores no corpo.
De acordo com Sordi Junior, a identificação desses pacientes logo nos primeiros dias em que os sintomas surgem é fundamental para determinar se trata de dengue, zika vírus ou febre chikungunyua. Além disso, é possível tomar as medidas de controle do mosquito nas regiões por onde as pessoas doentes passaram, ou seja, fazer o chamado bloqueio.
DENGUE - Desde o começo deste ano, a 14ª Regional de Saúde já registrou 111 notificações de casos suspeitos de dengue nos municípios do Noroeste do Paraná. Desse total, 14 foram confirmados, 32 negativados e 65 aguardam resultados de exames laboratoriais.
Conforme o chefe da Divisão de Vigilância Sanitária, a quantidade excessiva de Aedes aegypti expõe o risco de novas epidemias não somente de dengue, mas das outras doenças. Em Paranavaí, por exemplo, foram notificados três casos suspeitos de zika vírus, os testes ainda não foram concluídos.
Para se ter uma ideia sobre o percentual de infestação, basta avaliar os resultados obtidos em cada município a partir do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (Lira). Em São Pedro do Paraná, por exemplo, foram 6,78%. Em Nova Aliança do Ivaí, 6,35%. Em Santa Isabel do Ivaí, 4,02%. Em Paranavaí, 2,8%. Vale destacar que o Ministério da Saúde considera como tolerável 1%.
MOBILIZAÇÃO - No dia 6 de fevereiro, uma mobilização estadual será realizada para chamar a atenção dos moradores sobre o problema. A ideia é fazer com que todos os municípios paranaenses participem, com ações que incentivem a população a vistoriar e limpar os quintais. A chamada “Hora H” será às 10 horas.

Paranavaí

DENGUE

Paciente com sintomas de dengue morre em Paranavaí. Caso está sendo investigado

COMBATE À DENGUE

Vigilância em Saúde interdita borracharia e proprietário recebe multa de R$ 16 mil

SANTA CASA

Santa Casa registra crescimento no número de internações por dengue

UBS

UBS Centro vai abrir aos sábados para atender casos suspeitos de dengue

MOSQUITO DA DENGUE

Primeiro LIRA do ano tem índice de 6,0 e alto risco de infestação

COMBATE À DENGUE

Prefeito decreta situação de emergência e autoriza contratação de médicos por PSS

DENGUE

Agentes encontram 53 focos de larvas de mosquito no primeiro dia do Lira

COMBATE À DENGUE

Combate à dengue: neste sábado, mutirão de limpeza na Coloninha do Jardim São Jorge

DENGUE

Vigilância começa a infracionar imóveis com reincidência de focos de dengue

COMBATE À DENGUE

Prefeitura promove mutirão de limpeza na Coloninha do Jardim São Jorge

PARANAVAÍ

Mais de 730 pessoas foram notificadas com suspeita de dengue em oito dias

DENGUE

Vigilância encontra focos de larvas da dengue em pontos estratégicos da cidade

PREOCUPAÇÃO

10% dos atendimentos da UPA na última semana foram de casos suspeitos de dengue

PARANAVAÍ

Hemonúcleo terá atendimento diferenciado nas semanas do Natal e do Ano Novo

NÚMEROS CRESCENTES

Paranavaí tem risco iminente de epidemia de dengue, diz Regional de Saúde

SANTA CASA

Falta de leitos e demanda excessiva são problemas frequentes em Paranavaí

GRIPE

Influenza A (H1N1) está entre as principais causas de síndromes respiratórias

REPERCUSSÃO

Secretária de Saúde de Paranavaí fala sobre rede de atenção primária

OPERAÇÃO VERÃO/PORTO RICO

Trabalho preventivo de saúde continua no Carnaval

CIDADANIA

Ação em Paranavaí marca Dia Nacional de Doação de Órgãos

agência dream