Paranavaí
Min. 21°C Max. 30°C
PRODUÇÃO

Silos públicos do Porto de Paranaguá voltam a receber cargas

28/01/20 08:29:16 - Região > Estadual

Depois de reformas e um ostensivo controle de pragas, os silos públicos horizontais do Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá voltam a receber carga. Localizados no cais, em frente aos berços 212 e 213, os armazéns são destinados ao farelo de soja. A expectativa dos operadores é movimentar 120 mil toneladas do produto pela estrutura pública, nestes três primeiros meses do ano.
Como explica a Divisão de Silos da Diretoria de Operações da Portos do Paraná, as estruturas receberam obras mecânicas, elétricas e civil. “Após a execução dos trabalhos nos armazéns, o que se tem são melhores condições de higiene e armazenagem, que mantêm a qualidade dos produtos. Além disso, garantimos um ambiente melhor para os trabalhadores”, afirma Luis Douglas Henrique, da Divisão de Silos.
São quatro armazéns, com capacidade de 15.000 toneladas cada, totalizando 60.000 toneladas de capacidade estática. Atualmente, essas estruturas públicas do complexo são usadas pelas empresas Céu Azul, Grano, Gransol, Marcon, Sulmare, Tibagi e Transgolf, na movimentação do farelo de soja.
Já estão liberados para recebe o farelo, os armazéns 13F e 13A. A previsão é que os outros dois estejam prontos até o dia 10 de fevereiro.
Durante todo o ano de 2019, pelos silos públicos, passaram cerca de 750.000 toneladas de farelo de soja. Só nos primeiros três meses, foram 192.445 toneladas.
CAMINHO - Para descarregar nos silos públicos, assim como nos demais terminais do Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá, os caminhões com o produto devem ser cadastrados na origem (pelo sistema carga-online). Quando chega no pátio de triagem, o recebimento e a qualidade do produto são verificados pela Codapar.
Após tudo está conferido e de acordo, o caminhão se dirige para as moegas do Silo Público, onde vai descarregar. O produto segue por correias transportadoras até os armazéns do cais, percorrendo aproximadamente 350 metros.
Cada caminhão tem capacidade para carregar até 36 toneladas do produto. Os vagões, 55 toneladas. O tempo de descarga do caminhão é de até 22 minutos. Já os vagões levam 16 minutos para serem descarregados. Nas moegas públicas, é possível descarregar simultaneamente até seis caminhões e dois vagões.
OPERADORES – Além dos operadores dos silos públicos, outras empresas movimentam o farelo de soja pelo Porto de Paranaguá. Essas têm terminais próprios, integrados ao Corredor. São a Cargill, Centro sul, Coamo, Cotriguaçu e Louis Dreyfus. Fora do corredor, no Porto de Paranaguá, o farelo de soja também é movimentado pela Bunge.
O caminhão ou vagão que descarrega o produto nos terminais privados seguem o mesmo caminho e os mesmos protocolos que os recebidos pelo terminal público. A expectativa dos demais operadores, juntos, é movimentar 1.165.000 toneladas de farelo de soja neste primeiro trimestre – 16,5% a mais que o volume movimentado do produto, no período, no ano passado. No primeiro trimestre, em 2019, foram exportadas cerca de um milhão de toneladas de farelo de soja por essas empresas.
GRANÉIS – Somando o farelo de soja aos demais granéis sólidos de exportação – Soja em grãos, milho, farelo de milho (DDGS) e açúcar – a expectativa dos operadores – é movimentar um total de cerca de 5,5 milhões de toneladas de janeiro a março, este ano. O volume seria 20% maior o movimentado nos primeiros três meses, em 2019 (4,6 milhões de toneladas).

Região

BALANÇO 2019

Obras e melhorias em rodovias estaduais somam R$ 600 milhões

BALANÇO

Conservação de rodovias estaduais recebeu R$ 336,4 milhões

ECONOMIA

Atividade econômica cresce 0,17% em outubro, diz BC

SEGURANÇA

PCPR prende médicos suspeitos de reaproveitar materiais cirúrgicos

SAÚDE

Paraná registra recorde de doações de órgãos para transplante

NOROESTE DO PARANÁ

Em reunião com prefeitos, secretário da Saúde aponta estratégias de combate à dengue

PARANAVAÍ

Prefeito dá posse aos 28 integrantes do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência

NOROESTE DO PARANÁ

Regional de Saúde faz orientações sobre atendimento em casos suspeitos de coronavírus

PORTO RICO

Adapar registra foco de raiva e rebanho num raio de 12 km deve ser vacinado

AGRICULTURA

Associação dos Irrigantes do Noroeste do Paraná será criada nesta sexta-feira

SICOOB OURO BRANCO

Ano de 2019 foi marcado por três novas agências no Noroeste paranaense

INFRAESTRUTURA

Guairaçá terá investimento de R$ 20 milhões em asfalto e rede de esgoto

DENGUE

Administração Municipal pede apoio ao Ministério Público no combate à dengue

ALTO PARANÁ

Município anuncia conclusão da pavimentação asfáltica na Avenida Ivaí

SAÚDE

Municípios têm R$ 250 milhões a mais para zerar filas de cirurgias eletivas

SAÚDE

UPA de Paranavaí registra 390 casos suspeitos de dengue em dez dias

CÂMARA

Deputado consegue liberar R$ 100 mil para ações de saúde em Alto Paraná

EDUCAÇÃO

Matrículas para EJA iniciam em 6 de janeiro

OPERAÇÃO HÓRUS

Após emboscada, forças de segurança reforçam ação em Querência do Norte

ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Deputado consegue liberar R$ 200 mil para ações de saúde em Paranavaí

agência dream