Paranavaí
Min. 21°C Max. 30°C
GUAIRAÇÁ

Trio flagrado com arma de fogo alega que ia apenas fazer “rolo”

01/05/19 00:00:00 - Região > Guairaçá

No final da noite de anteontem a Polícia Militar deteve três pessoais em Guairaçá. Estavam em um Voyage e em uma motocicleta, sendo que um deles tinha também um revólver calibre 32 e um rádio de comunicação. Todos foram ouvidos e o dono da arma atuado em flagrante, liberado após pagamento de fiança.
Inicialmente chamou a atenção dos policiais em patrulhamento o veículo que circulava com uma mulher de 23 anos na direção e um homem de 45 anos no banco do carona.
Atrás desse carro havia uma motocicleta, pilotada por um homem de 26 anos. Pela forma de condução, davam a impressão de estarem juntos. 
Houve a abordagem aos dois veículos e todas as pessoas prontamente negaram qualquer vínculo. O problema foi que no decorrer das buscas, os policiais localizaram a arma embaixo do banco do carro.
Também acharam uma carteira masculina com dinheiro e o CPF do motociclista, até então jurando desconhecer os demais. Diante das evidências, o motociclista assumiu que é marido da motorista do Voyage. 
O grupo é do Distrito de Sumaré  em Paranavaí. Os três alegaram que estavam em Guairaçá naquele horário porque iriam fazer uma troca do carro por uma moto.
Versões contadas, todos tiveram que prestar declarações na Delegacia de Polícia Civil de Terra Rica. A mulher de 23 anos e o homem de 45 anos foram liberados após as declarações. 
Até então ninguém havia se declarado dono da arma (carregada com duas balas) ou do rádio de comunicação. 
Por fim, o motociclista assumiu ser o proprietário da arma e acabou autuado em flagrante. Ele foi solto ontem após pagamento de fiança no valor de R$ 1 mil. A Polícia investiga o caso para checar os argumentos do trio e as alegações de que apenas faria um “rolo” em Guairaçá. 
EM ITAÚNA DO SUL - Policiais Militares da 3ª Companhia Independente de Loanda (equipe de Itaúna do Sul), prenderam um homem de 30 anos por lesão corporal. O caso se deu anteontem nas proximidades da Rua Mato Grosso. 
A vítima, 41 anos, disse que foi agredida pelo seu convivente. Ela teve diversas lesões pelo corpo. 
O autor e a mulher foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Nova Londrina, devendo o suspeito responder com base na Lei Maria da Penha de proteção á mulher contra a violência doméstica.

agência dream