Paranavaí
Min. 16°C Max. 32°C
GUAIRAÇÁ

Ainda não há pistas que levem ao autor de assassinato

13/09/17 00:00:00 - Região > Guairaçá

A Polícia Civil ainda não tem pistas concretas que possam desvendar o assassinato do trabalhador rural Maxuel Júnior de Lima Porto, 23 anos, ocorrido na madrugada de 29 de agosto, em Guairaçá. Ele foi alvejado com vários tiros que atingiram pescoço, braços e costas.
Um policial confirmou que algumas pistas foram averiguadas. Na época surgiu a informação de que o atirador tenha errado o alvo. Nesta versão, a intenção era matar outra pessoa.
Um dos fatores a ser considerado é que a vítima não tinha antecedentes criminais. Quando morreu, no final da madrugada (pouco depois de 5h30), estava indo para o ponto de ônibus, de onde seria levado para o local de trabalho.  
O assassinato tem características “clássicas” de execução, isso porque não houve qualquer conversa. O matador chegou atirando e fugiu sem deixar pistas. Um homem chegou a ser detido como suspeito, mas apresentou explicações (álibis), sendo liberado. Uma dificuldade extra para a polícia é obter testemunhas.

Região

agência dream