Paranavaí
Min. 16°C Max. 24°C
ITAÚNA DO SUL/POSSE

Para verificar as contas, novo gestor anuncia que Prefeitura permanecerá fechada por 15 dias

15/08/19 00:00:00 - Região > Itaúna do Sul
Para verificar as contas, novo gestor anuncia que Prefeitura permanecerá fechada por 15 dias Vista geral da Câmara durante a posse do novo prefeito

Ricardo Paiva 
ricardo@diariodonoroeste.com.br

Itaúna do Sul já tem um novo prefeito. Foi empossado ontem à tarde na Câmara Municipal o agora prefeito Francisco Inocêncio Leite Neto (Chico Leiteiro). O gestor empossado já está tomando algumas medidas administrativas, entre elas o remanejamento de pessoal e o a revisão de contratos e pagamentos. “Vamos manter as portas da Prefeitura fechadas pelos próximos 15 dias para conhecimento de como estão as contas”, disse o prefeito. 
O gestor disse que precisa de um tempo para dar uma resposta à comunidade de como andam as contas do município. “Sou o vice, mas estava distante da administração, mas logo saberemos como esta a casa”, disse o gestor. 
O prefeito também adiantou que nos próximos dias irá para Curitiba e Brasília verificar como estão os convênios vigentes com o município e pleitear novos investimentos. “Não podemos perder tempo, temos muito trabalho pela frente”, disse Leite, adiantando que não irá fazer grandes mudanças no secretariado. “Vamos somente remanejar alguns (secretários) para outros setores, somente um pediu para sair”, disse o gestor.     
RAZÕES - O agora ex-prefeito Evandro Marcelo da Silva em sua carta de renúncia entregue a Câmara Municipal alega motivos pessoais, entre eles o declínio nos negócios, para a tomada da decisão. “Quando assumi a Prefeitura possuía duas fábricas onde confecciona vestuário com aproximadamente 100 funcionários sob minha responsabilidade. Entretanto, com minha ausência, comecei a ter grandes perdas, estando atualmente com apenas 20 trabalhadores”, relatou em sua carta. 
Marcelo estava em seu primeiro mandato como prefeito de Itaúna do Sul. Há cerca de 40 dias o ex-gestor decretou calamidade financeira no município, alegando dificuldades nos cofres público.

Região

agência dream