Paranavaí
Min. 18°C Max. 31°C
NOVA LONDRINA

Homem é acusado de se masturbar na presença de crianças de dez anos

14/11/18 00:00:00 - Região > Nova Londrina

Um homem de 40 anos foi preso em Nova Londrina, acusado de se masturbar na presença de duas estudantes de apenas dez anos.
As crianças denunciam que foram seguidas por um carro pelas ruas da cidade quando retornavam da escola. Em determinado momento, o motorista mostrou os órgãos genitais e as meninas saíram correndo com medo. O homem nega o crime e foi solto mediante fiança.
Conforme a denúncia formalizada no final da tarde de anteontem para a Polícia Militar, o homem estava transitando com o seu veículo e seguiu as meninas na saída da escola, por volta das 17h30.
O suspeito acompanhou as crianças por um longo trajeto na volta para casa, detalha a denúncia. Em determinado momento, o homem as chamou para perto do carro. Então, as meninas notaram que o homem estava se masturbando e saíram correndo.     
A equipe da Radiopatrulha passou a fazer buscas, já de posse das características do veículo e número das placas. Ele acabou encontrado e recebeu voz de prisão, sendo levado para a Delegacia de Polícia Civil de Nova Londrina.
FLAGRANTE E FIANÇA - Com a declaração das vítimas à PM e posteriormente acompanhadas por familiares e Conselho Tutelar na forma da legislação para menores de 18 anos (Estatuto da Criança e do Adolescente), o homem acabou autuado em flagrante.
Foi arbitrada fiança de R$ 4 mil (já paga), devendo aguardar em liberdade os desdobramentos das investigações, informou ao Diário do Noroeste o delegado de Nova Londrina, Anderson Seiji Kudo.
O homem nega o crime e justifica que estava apenas urinando quando foi avistado pelas meninas.
Ele vai responder pelo crime previsto no artigo 218, inciso A do Código Penal, que tem a seguinte redação: “Praticar, na presença de alguém menor de 14 anos ou induzi-lo a presenciar, conjunção carnal ou outro ato libidinoso, a fim de satisfazer lascívia própria ou de outrem”. A pena prevista é de dois a quatro anos de cadeia.
A PM detalha que há alguns meses houve denúncia semelhante, dando conta de crime praticado por uma pessoa em um carro com as mesmas características descritas nesta prisão. Porém, na época não foi possível identificar suspeito.

agência dream