Paranavaí
Min. 18°C Max. 31°C
POLÍCIA AMBIENTAL

Vejam as restrições da temporada de pesca na bacia do Rio Paraná

27/02/18 00:00:00 - Região > Regional
Vejam as restrições da temporada de pesca na bacia do Rio Paraná A partir do dia 1º de março a pesca estará liberada no Rio Paraná

A partir do dia 1º de março a pesca estará liberada no Rio Paraná, porém, com restrições especificadas na Instrução Normativa nº 26 do IBAMA.
Os petrechos permitidos para pescador amador são linha de mão, caniço simples, com molinete ou carretilha e a quantidade máxima para a captura por pescador cadastrado é de 10 quilos mais um exemplar por período de pesca. 
Exemplo: Ao pescador que chegar em uma sexta e retornar em uma segunda-feira não será permitido transportar peixes além da citada cota, e a utilização de iscas nativas (morenita, minhocuçu, etc.) será permitida somente com a apresentação da nota fiscal de origem do produtor. 
Continua vedado também o uso de cevas ou boias, pois esses materiais comprometem a segurança da navegabilidade no rio.
Os pescadores deverão respeitar ainda determinados locais onde a pesca é proibida durante todo ano: Lagoas marginais; A menos de 200 m a montante e a jusante de cachoeiras e corredeiras; A menos de 500 m de saídas de efluentes, confluências e desembocaduras de rios, lagoas, lagos e reservatórios; A menos de 1.000 metros de barragens de empreendimentos hidrelétricos.
A proibição se estende também ao tamanho mínimo permitido para a captura de cada espécie, constante no anexo da citada instrução, além do transporte sem cabeça e em forma de postas ou filés, fator que impossibilita a fiscalização. 
Vale lembrar ainda que algumas espécies aquáticas endêmicas da Bacia do Rio Paraná constam na lista de animais em risco de extinção do IBAMA (Portaria 445/2014), portanto, não podem ser capturadas.
Vejam quais são: Pacu prata ou CD; Piracanjuba e Lambaris.
Os pescadores que infringirem as normativas citadas, entre outras, deverão responder criminalmente pelos artigos da Lei Federal de Crimes Ambientais (9.605/98) e ainda receber autuação administrativa do IAP ou ICMBio cujo valor poderá ser de setecentos até R$ 100 mil.
As pessoas que quiserem ajudar no combate à pesca predatória poderão efetuar denúncias através do telefone 181 ou e-mail denunciaambiental@pm.pr.gov.br

Região

NOROESTE DO PARANÁ

Inajá atinge números de epidemia de dengue, informa Secretaria de Saúde

SAÚDE

Campanha de vacinação contra o sarampo começa na segunda-feira

DENGUE

Mais dois municípios do Noroeste do Paraná em epidemia

IRETAMA

Celulares e até uma esmerilhadeira são apreendidos em carceragem

SAÚDE

Municípios do Noroeste contabilizam pelo menos 15 casos de dengue

POLÍCIA MILITAR

Casos de violência doméstica são registrados na região

BOMBEIROS

Operação Costa Noroeste contabiliza mais de 11 mil atendimentos

NOVO PRESIDENTE DA AMUNPAR

Freonízio Valente quer união para região Noroeste voltar a crescer

SAÚDE

Noroeste do Paraná está vulnerável à circulação do vírus da febre amarela

ELEIÇÕES 2018

Jair Bolsonaro ganhou nos municípios da Amunpar

GUAIRAÇÁ

Jovens invadem casa, dormem e são presos

NOROESTE

Duas Prefeituras da região com concurso aberto para contratação

PESCA

Primeiro dia de fiscalização da pesca termina com apreensões e multas

AÇÃO

Preso suspeito de integrar quadrilha que usava explosivos nos assaltos

GOVERNO/PR

Richa autoriza início de obras em duas rodovias do Noroeste

RANKING

Tião Medeiros é o político mais influente da região Noroeste nas redes sociais

BALANÇO

Mais de 3.400 procedimentos em saúde na Operação Verão

RIOS/NOROESTE

Pesca está liberada, mas com restrições

REGIÃO NOROESTE

Cléber da Silva assume cargo de prefeito de Inajá

QUERÊNCIA DO NORTE-ICARAÍMA

Presidente da Amunpar pede construção de ponte na PR-218

agência dream