Paranavaí
Min. 21°C Max. 32°C
RONDON

Reabertura do frigorífico de aves gera 400 empregos diretos

30/11/19 00:00:00 - Região > Rondon
Reabertura do frigorífico de aves gera 400 empregos diretos Empresários, prefeito Ailton Valloto durante reinauguração da Averema em Rondon

Os empresários Célio Batista Martins Filho e Sidnei Donizete Bottazzari estiveram presentes na cerimônia que marca a reabertura da Averama/Jaguafrangos, unidade de Rondon. O prefeito Ailton Valloto e o vice Rui Mertz receberam o governador do Estado, Carlos Roberto Massa Junior (Ratinho Junior).
A retomada dos trabalhos do frigorífico de aves é bastante comemorada e também prestigiada por prefeitos e autoridades de toda a região. A solenidade teve início por volta das 15h, na sede da empresa.
A perseverança do prefeito Ailton Valloto na retomada dos trabalhos da empresa Averama/Jaguafrangos colocou o Município de Rondon no cenário estadual de geração de empregos, levando a assumir a 1ª colocação do Escritório Regional de Cianorte. 
As vagas, intermediadas pela Agência do Trabalhador representada pelo secretário do trabalho Rafael José de Oliveira (Rafael Saul), realocaram no mercado de trabalho mais de 400 trabalhadores.
O governador Ratinho Junior parabenizou o prefeito Ailton Valloto pela parceria firmada com as empresas Averama/Jaguafrangos com o objetivo de gerar empregos e fortalecer o município por meio da renda familiar, mesmo diante a crise econômica instalada no país.
Emocionado, o prefeito Ailton Valloto disse que hoje deixa de ser um sonho e volta ser uma realidade ver a empresa Averama/Jaguafrangos reabrindo. “A esperança que tanto aguardávamos chegou: oportunidade, emprego, renda e alimento na mesa”. Lembrou ainda que neste final de ano a esperança retornou na casa de 400 famílias rondonenses.
CAPACIDADE PRODUTIVA - A estrutura fabril conta com investimento em tecnologia de ponta no segmento avícola. Já na sua 1ª fase prevê a capacidade de abate para 60 mil aves/dia, contando com um quadro de aproximadamente 500 colaboradores. Na 2ª fase prevê a capacidade de abate para 120 mil aves/dia e na 3ª fase 170 mil aves/dia. 
“A expectativa é gerar cerca de 1500 postos de trabalho (emprego direto) e 1 emprego indireto para cada 103 empregos diretos, com investimentos de mais de R$ 35 milhões,” afirmou o diretor industrial do grupo Averama, Antonio Freire.
Ao longo das tratativas com a administração da Jaguafrangos, atual marca a ser comercializada, a indústria terá como portfólio de produtos: frangos inteiros, miúdos e cortes congelados e resfriados.
Segundo informações já divulgadas pelo empresário Célio Batista Martins Filho, com a reabertura do frigorífico estima-se uma produção inicial de 4,7 mil toneladas de carne frango por mês a ser comercializada pelo mercado interno e externo.
Na segunda etapa a previsão é aumentar a produção para 9,5 mil toneladas e em pouco tempo chegar ao objetivo de 14, 2 mil toneladas a cada 30 dias, atingindo uma marca de 171 mil toneladas ao ano. 
O projeto industrial do frigorífico de Rondon terá capacidade para abater mais de 100 mil aves por dia. Além disso, o projeto prevê a geração de empregos com a integração de mais de 150 aviários, incubatórios, matrizeiros e fábrica de ração.

agência dream