Paranavaí
Min. 18°C Max. 31°C
SANTA MÔNICA

Continuam investigações sobre três homicídios

Chama a atenção a pouca disposição da comunidade em falar sobre os episódios. O DN falou com algumas pessoas de Santa Mônica, mas as mesmas optaram pela discrição sobre o tema

22/06/16 00:00:00 - Região > Santa Mônica

Hoje será um dia decisivo em relação aos desdobramentos da investigação sobre três mortes a tiros ocorridas no final de semana em Aparecida do Ivaí, Distrito de Santa Mônica, a cerca de 110 km de Paranavaí. O delegado de Santa Isabel do Ivaí, Dimitri Tostes Monteiro, preside as investigações e promete novidades a partir de hoje.
Ele preferiu não antecipar informações, sob pena de comprometer o trabalho de investigação. A principal dúvida é com relação aos motivos que levaram à violência e as circunstâncias das mortes. A autoria já está revelada, fala o delegado Monteiro, sem entrar em detalhes.
A situação de violência teve início na madrugada do último sábado, quando um rapaz de 17 anos foi morto a tiros. Na manhã de domingo, foram mortos o avô do rapaz e um primo de 34 anos, também atingidos por tiros.
Neste momento a história ganha tons ainda mais dramáticos. As primeiras informações são de que eles teriam ido até a casa de um comerciante para vingar a morte do adolescente e levaram a pior na troca de tiros. A esposa do comerciante foi atingida no confronto, mas estaria fora de perigo. As ocorrências foram atendidas inicialmente pela Polícia Militar.
Chama a atenção a pouca disposição da comunidade em falar sobre os episódios. O Diário do Noroeste falou com algumas pessoas de Santa Mônica, mas, as mesmas optaram pela discrição sobre o tema, sempre respostas curtas e evasivas.
QUERÊNCIA DO NORTE - Outro crime ocorrido no final de semana e ainda sem autoria conhecida aconteceu em Querência do Norte. O morador C.R.O., 34 anos, foi executado a tiros de pistola calibre 380 e pistola ponto 40. Uma dupla de motoqueiros chegou na casa da vítima e se apresentou como polícia.
Quando o morador foi abrir a porta, acabou surpreendido pelos matadores, que forçaram a entrada e descarregaram as armas, matando na hora. O caso é investigado pela Polícia Civil de Loanda.

agência dream