Paranavaí
Min. 23°C Max. 39°C
EXPLORAÇÃO FRACKING

Caminhões de pesquisas continuam na região

Em algumas cidades vereadores já se mobilizam para aprovação de leis que proíbam esse tipo de exploração

18/10/16 00:00:00 - Região > Tamboara
Caminhões de pesquisas continuam na região Máquinas estavam ontem na PR-158 nas proximidades de Tamboara

A empresa contratada para realização de estudos de subsolo para mapeamento de possíveis fontes de petróleo e gás natural continua com o trabalho no Noroeste do Paraná. Ontem, os equipamentos estavam se deslocando na PR-158 nas proximidades de Tamboara.
De acordo com informação de funcionários da empresa o estudo já foi realizado em mais de 40 cidades do interior do Paraná. “Esse trecho deve ser uns dos últimos em que vamos trabalhar”, disse um dos funcionários que preferiu não se identificar.
As informações do estudo de acordo com os trabalhadores são sigilosas, e nãos são repassadas. “Eles (empresa) não estariam gastando esse dinheiro todo se não tivessem certeza de que aqui tem petróleo e gás”, disse outro trabalhador.
A possibilidade de abertura de poços para exploração de petróleo e gás tem mobilizado a comunidade de todas as cidades por onde o estudo está sendo feito. Em Paranavaí o movimento encabeçado pela igreja católica está promovendo a conscientização da população para os problemas que a exploração dessas fontes de energia suja podem causar ao meio ambiente, a saúde humana e animal.
Em algumas cidades vereadores já se mobilizam para aprovação de leis que proíbam esse tipo de exploração. Principalmente a que usa o fracking (faturamento do xisto com utilização de água e produtos químicos para liberação de gás), o que já se mostrou altamente prejudicial ao meio ambiente, saúde animal e humana em países onde a tecnologia foi aplicada.  
As margens da rodovia são espalhados centenas de sensores eletrônicos, a carreata de máquinas passa e vibra o solo, onde os sensores captam informações e repassam via satélite para uma central que armazena e mapeia as informações coletadas.

agência dream