Paranavaí
Min. 21°C Max. 30°C

Colunistas

Dinei Feitosa
Dinei Feitosa
ESPORTES

NOTAS BREVES

13/04/19 - Colunista > Dinei Feitosa

Conversa de boteco
Este colunista (Dinei Feitosa) conversava com amigos, na Associação São Lucas, na noite de sexta-feira, e o assunto foi o esporte do passado em Paranavaí. Veio à lembrança de Milton de Oliveira, César Bertelli, Edson (Neguinho) Gomes e Valter Araújo o fato de equipes serem formadas na cidade e irem jogar amistosamente em sítios, fazenda e distritos. O acordo pelo jogo resultava no pagamento da “garantia”, muitas vezes utilizada para pagar o motorista que transportava os jogadores. E também lembraram dos jogos de futsal realizados na quadra da Hermácia, uma associação dos funcionários das lojas Hermes Macedo; e da quadra do Colégio Humberto de Campos. A Hermácia era próximo ao Senac e o Colégio Humberto de Campos deu lugar à Fatecie.


Cai mais um
O técnico Zé Ricardo foi demitido do Botafogo. Após cair diante do Juventude, na noite de quinta, na Copa do Brasil, o técnico não resistiu à pressão e foi demitido pela diretoria. O treinador estava no Alvinegro desde agosto do último ano, quando foi contratado para assumir o lugar deixado por Marcos Paquetá. Desde então, foram 41 jogos pelo Botafogo, com 17 vitórias no período, 11 empates e 13 derrotas (aproveitamento de 55,2%). Além da eliminação na Copa do Brasil, pesou muito a queda precoce do Botafogo no Campeonato Carioca, cuja campanha sequer fez a equipe comandada por Zé avançar a uma final de turno - nem mesmo do Carioca, via classificação geral. 

Neymar incompreendido 
“Aqui não entendemos Neymar”. Essa foi a frase dita pelo lateral Daniel Alves em entrevista à rádio francesa RMC sobre seu colega de Paris Saint-Germain. O jogador disse que, em sua opinião, ele não está rendendo tanto em Paris porque é necessário que o time se adapte a ele.

Frase
“Ele sempre deve ter a bola. O que acontece é como com Messi. Ao redor de Messi, há outros jogadores. Aqui não entendemos Neymar. Ele sempre deve ter a bola. Ele te dá o que você não tem (a bola). Eu lhe dou a bola, e ele faz o que quiser. Imagine que pago um ingresso para ver um show. As pessoas têm que entender, o que querem ver? Um show. Se Messi perde a bola, nós corremos para recuperá-la e devolvê-la a ele. Então, vamos criar as coisas”.
De Daniel Alves.

Felipão/história 
Os números da equipe de Luiz Felipe Scolari, atual campeão brasileiro, mostram um panorama muito mais positivo do que o que é enxergado por parte da torcida palmeirense. Diante do Junior Barranquilla, na última quarta, Felipão completou 50 jogos em sua terceira passagem pelo clube. Levando em conta este período, o comandante tem o menor índice de derrotas dos últimos 47 anos no Verdão. Desde que voltou ao Palmeiras, em julho de 2018, Felipão venceu 31 jogos, teve 14 empates e, como dito, perdeu apenas cinco vezes. No total, em 458 jogos, o treinador soma 223 vitórias, 125 igualdades e 110 derrotas.

Protesto mineiro
Torcedores do Atlético-MG foram à sede do clube para protestar contra o time e a má fase dentro de campo. Os atleticanos colaram cartazes com fotos de jogadores com nariz de palhaço. Entre os alvos do protesto estava o goleiro Victor, ídolo da história do clube. No cartaz que continha sua foto com nariz de palhaço, havia a frase: "Frangueiro. Santo do pau oco". Houve ameaças também nos cartazes, como "Se encontrar na balada vai morrer", dizia um cartaz. Outros alvos foram o meia Cazares, chamado de “Cachazares”, o zagueiro Igor Rabello e o volante Lucas Cândido. Para o presidente Sette Câmara, o protesto foi encomendado por rivais políticos no clube.

Frase
“Esse protesto que aconteceu na calada da noite não é coisa da nossa torcida. A torcida do Atlético põe a cara. Esse (protesto) não é coisa de atleticano. Foi encomendado por alguém, e a gente desconfia de quem é. A gente está investigando. E quando a gente descobrir, vamos falar. A torcida do Atlético tem todo o direito de protestar. É legítimo e, quando ela faz, ela põe a cara. Vamos procurar descobrir o que aconteceu e, no momento oportuno, a gente fala o que aconteceu”.
De Sette Câmara

Mais

Dinei Feitosa 10/05/19

NOTAS BREVES

Dinei Feitosa 08/05/19

NOTAS BREVES

Dinei Feitosa 07/05/19

NOTAS BREVES

Dinei Feitosa 04/05/19

NOTAS BVREVES

Dinei Feitosa 03/05/19

NOTAS BREVES

ver todas

Colunistas

Tânia Mara
Artigos
Dinei Feitosa
Sinopse Geral

Articulistas

André Maciel
EDENI MENDES
Fabiano Brum
Josué Ghizoni
Marcelo Rios
Márcia Spada

Programe-se

agência dream