Paranavaí
Min. 20°C Max. 36°C

Colunistas

Sinopse Geral
Sinopse Geral
ARTIGO

SINOPSE GERAL

04/12/19 - Colunista > Sinopse Geral

EM meio à greve dos professores, segunda-feira (02) a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa aprovou pareceres favoráveis a dois projetos que integram a proposta de reforma da previdência dos servidores públicos estaduais. O principal deles prevê o aumento de 11% para 14% no desconto cobrado sobre os salários dos servidores como contribuição ao Paraná Previdência. O segundo estabelece novas regras para o fundo complementar de previdência para servidores que recebem acima do teto geral do INSS, hoje de R$ 5.839,45 mensais. De acordo com o segundo projeto, para os planos de benefícios em que o Estado seja o patrocinador a contribuição será igual à do participante e calculada sobre a parcela de remuneração que exceder o limite máximo estabelecido para os benefícios do Regime Geral de Previdência Social, no porcentual máximo de 7,5%.

PROFESSORES e funcionários de escolas públicas, em greve por tempo indeterminado desde segunda-feira (2), reuniram-se na Praça 19 de Dezembro, de onde seguiram em caminhada pela Av. Cândido de Abreu até a Praça Nossa Senhora de Salete, onde ficam a sede do governo do Estado, o Palácio Iguaçu e Assembleia Legislativa do Paraná. O trânsito foi fechado na Av. Cândido de Abreu, perto do Palácio Iguaçu. A Rua Mal. Hermes também foi bloqueada no acesso à praça. Estações-tubo foram desativadas. Os ônibus ligeirinhos seguiam direto do Cabral para a Praça Tiradentes. As linhas convencionais fizeram desvios pela região. 

APP-Sindicato divulgou nota afirmando que a paralisação teria atingido aproximadamente 50% das escolas do Estado. A Secretaria de Estado da Educação, porém, divulgou balanço segundo o qual apenas 1,7% dos 2.143 colégios pararam totalmente as atividades na manhã de ontem. Segundo o levantamento, 36 escolas teriam ficado sem aula. Em 126 escolas, ou 5,7%, teria havido adesão parcial, com a falta de alguns professores e funcionários, mas as escolas foram abertas aos alunos, garantiu a Pasta.

NOVO aumento do pedágio foi aprovado ontem pela Agepar em cinco concessionárias o aumento será de 3,36% (Econorte, Viapar, Ecocataratas, Ecovia e Caminhos do Paraná), e em uma 2,92% (Rodonorte). O aumento entrará em vigor nos próximos dias, em data a ser determinada pelo DER.

EM
novembro a venda de veículos novos cresceu 4,9% ante igual mês do ano passado, informou a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Foram 242,3 mil unidades vendidas, em soma que considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O volume, contudo, se comparado a outubro, representa queda de 4,3%.

UM projeto de lei que permite que o empregador, mediante acordo formal com o empregado, parcele o 13º salário em até 12 prestações vai ser analisado na Câmara Federal. Para o autor do projeto, deputado Lucas Gonzales, o pagamento do 13º em duas prestações, como previsto na legislação atual, “onera em demasia o empregador”. Segundo ele, “em muitos casos o número de vendas não aumenta proporcionalmente nesta fase do ano, o que provoca um desequilíbrio das contas das empresas”. A proposta altera a Lei Federal 4.090/62, que instituiu a gratificação de Natal para os trabalhadores. Pelo texto, nos casos em que o empregador não houver completado um ano de trabalho, o 13º poderá ser divido pelo número proporcional de meses trabalhados. Os descontos previdenciários e de imposto de renda deverão ser recolhidos mensalmente, quando o trabalhador optar pelo adiantamento.

MENINAS têm melhor desempenho que meninos em leitura no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) 2018. Elas obtiveram 30 pontos a mais na prova, o que equivale a quase um ano de estudos de diferença em relação aos meninos. Os resultados da avaliação, que é referência mundial, foram divulgados nesta semana (3), pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Elas também tiveram um desempenho levemente superior em ciências, de dois pontos a mais que os meninos. 

NO Brasil, o desempenho em ciências foi semelhante entre meninos e meninas. Os meninos, no entanto, superaram as meninas em cinco pontos em matemática entre os países da OCDE. No Brasil, a diferença foi maior, de nove pontos a mais para eles, em média. De acordo com os dados coletados pelo Pisa, no Brasil, há diferenças entre os dois grupos na hora de escolher a profissão que vão seguir. Entre os meninos com as melhores performances em matemática ou ciências, cerca de um a cada três espera, aos 30 anos, estar trabalhando com engenharia ou como cientista. Entre as meninas, apenas um a cada cinco esperam o mesmo. Entre as meninas com as melhores performances, cerca de duas a cada cinco esperam trabalhar em profissões ligadas à saúde. Entre os meninos, um a cada quatro esperam seguir as mesmas carreiras. 

APENAS 4% dos meninos e quase nenhuma menina pretende trabalhar com profissões ligadas a tecnologia da informação e comunicação. No Brasil, 29% dos estudantes relataram sofrer bullying pelo menos algumas vezes por mês. Essa porcentagem é maior que a média dos países da OCDE, que é 23%. A maioria dos estudantes, 85%, no entanto, diz que é bom ajudar alunos que não podem se defender. Entre os países da OCDE, a média é 88%. O estudo mostra ainda que cerca de 23% dos estudantes brasileiros dizem que se sentem sozinhos na escola, enquanto a média da OCDE é 16%. 

FLAMENGO conseguiu equilibrar suas contas neste ano com a maior média de público pagante como mandante no Brasileirão. A ordem dos clubes pelo número de torcedores pagantes: 1º Flamengo 54.093; 2º Corinthians 33.573; 3º Fortaleza 31.854; 4º São Paulo 30.377; 5º Palmeiras 29.545; 6º Bahia 27.208; 7º Ceará 24.869; 8º Cruzeiro 21.888; 9º Inter 19.956; 10º Fluminense 18.528; 11º Vasco 18.129; 12º Grêmio 16.233; 13º Atlético Mineiro 14.983; 14º Botafogo 14.735; 15º Athletico 13.910; 16º Goiás 13.070; 17º CSA 11.378; 18º Santos 10.327; 19º Avaí 8.333; 20º Chapecoense 6.417.

CERCA de  mil prefeitos movimentaram Brasília nesta terça-feira (2). Com as malas cheias de pedidos para deputados e senadores, eles se reuniram no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal. O ponto principal da mobilização tem a ver com a chamada PEC 188/129 do Pacto Federativo. Enviada pelo governo ao Congresso Nacional, ela propõe a extinção de municípios que não atingirem em 2023 o limite de 10% dos impostos sobre as receitas totais e que tenham população de até cinco mil habitantes. Desde que chegou ao Senado o texto e os critérios propostos para a medida têm sido criticados pela Confederação Nacional dos Municípios. 

ESTUDO da Confederação Nacional de Municípios mostra que a proposta de extinção e fusão de municípios, prevista na Proposta de Emenda da Constituição do pacto federativo, pode produzir uma perda de arrecadação de R$ 7 bilhões anuais para os 1.820 envolvidos (tanto os que podem ser extintos quanto os que vão agregá-los). As informações são de Adriana Fernandes no Estadão. Pelo estudo, não só os 1.217 municípios que serão extintos perderão receita como também as 702 cidades que os incorporarão. Pela proposta, serão extintos os municípios com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria menor de 10% da sua receita total. Hoje, a arrecadação do FPM dos municípios afetados é de R$ 25,1 bilhões, valor que pode cair para R$ 18,05 bilhões depois da fusão.

FRASE: Não podemos prever o futuro, mas podemos criá-lo (PAUL PILZER)

Mais

Sinopse Geral 03/12/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 30/11/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 28/11/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 27/11/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 26/11/19

SINOPSE GERAL

ver todas

Colunistas

Tânia Mara
Artigos
Dinei Feitosa
Sinopse Geral

Articulistas

André Maciel
EDENI MENDES
Fabiano Brum
Josué Ghizoni
Marcelo Rios
Márcia Spada

Programe-se

agência dream