Paranavaí
Min. 22°C Max. 30°C

Colunistas

Sinopse Geral
Sinopse Geral
ARTIGO

SINOPSE GERAL

20/07/18 - Colunista > Sinopse Geral

COMEÇA neste sábado (21) a temporada de convenções partidárias para a definição de candidaturas e/ou coligações às eleições de 7 de outubro. Mas há um clima de incertezas e, porque não dizer, de atritos. Senão, vejamos: (1) O veto a uma aliança entre o PDT de Osmar Dias e do MDB de Roberto Requião não parte apenas do “entorno” do pedetista; (2) Nas hostes emedebistas há quem rejeite o PDT e queira se aliar à vice-governadora Cida Borghetti sob o argumento que esta aliança daria suporte à chapa proporcional; (3) O PT teria recusado uma aliança com o MDB (os dois partidos sempre foram aliados históricos). A não ser que esta aliança se dê na majoritária e em apoio à candidatura de Dr. Rosinha ao governo do Estado. Uma aliança na proporcional nem pensar....

E MAIS: (4) O PPL do deputado Márcio Pacheco teria abandonado Osmar para apoiar Jorge Bernardi, candidato da Rede ao governo do Estado; (5) Um empresário – ou professor como quer agora ser reconhecido – estaria dizendo que seu partido (Podemos) só apoia Osmar se ele “rifar” Requião. Se houver esta aliança, ele desistiria de disputar; (6) Há quem diga que Osmar, mais uma vez, espera por uma definição de seu irmão para poder decidir o que fazer. Há quem aposte que Alvaro Dias, mais uns dias, desiste de disputar a Presidência da República; (7) Dirigentes do Podemos no Paraná estão mais perto de Ratinho Jr do que de Osmar; (8) O PSDB dá sinais de que deve liberar os seus deputados para apoiarem quem quiserem. Atualmente estão com Cida, mas falam também em Ratinho.

PESQUISA do Paraná Pesquisas em S. Paulo, divulgada anteontem: Lula e o deputado Jair Bolsonaro aparecem empatados com 21%; Geraldo Alckmin 16,4%; os que não pretendem votar em nenhum candidato são 15,9% e os que não sabem em quem votar são 3,8%. Num cenário sem o nome de Lula, Bolsonaro lidera, mas cresce pouco: 22,3%. Alckmin 21%; não pretendem votar 21% e os que não sabem 4,5%. O paranaense Alvaro Dias alcança 4,5% no cenário sem Lula e 4,1% no cenário com Lula. A pesquisa foi feita entre os dias 12 e 17 de julho.
 
TRIBUNAL Regional Federal da 4ª Região absolveu o ex-deputado André Vargas da segunda condenação pelo juiz da Lava Jato, Sérgio Moro. Ele foi julgado por crime de lavagem de dinheiro na compra de sua casa, em Londrina-PR. Os desembargadores Leandro Paulsen e Victor Luiz Laus votaram pela absolvição, vencendo João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Operação Lava Jato na Corte. As informações são do Estadão Conteúdo.

DEPOIS de atacar a integrante do MP que solicitou abertura de inquérito contra ele por injúria racial, Ciro Gomes foi aconselhado a ser mais ponderado nas críticas públicas, informa a Folha. Segundo o jornal, o conselho a Ciro foi relatado por dirigentes do partido, que não quiseram se identificar. Para eles, a crítica do pré-candidato é justa, mas foi “exagerada”. O xingamento causou especial preocupação entre os aliados do pedetista num momento em que ele tenta atrair o Centrão para sua candidatura.

SENADORA Gleisi Hoffmann citou Marcelinho VP como exemplo de preso que dá entrevista e queria Lula em pé de igualdade com o traficante. A juíza Carolina Moura Lebbos teve que explicar com todas as letras: “O fato de terem sido eventualmente realizadas entrevistas com outros presos em regime fechado, pontualmente citados pelo agravante, de modo algum poderia significar autorização genérica ou precedente vinculativo”, talvez ainda precise de um desenho.

QUEM tenta juntar lé com cré nos campos das ideias e ideais na hora de entender como uma aliança política se forma durante campanha vai envelhecer tentando.
Partidos têm motivadores muito claros: o tempo de TV e rádio, o número de palanques para espalhar campanhas, a troca de apoios entre uma candidatura majoritária e as outras e, por fim, mas não menos importante, a possibilidade de participação no governo do eleito.

EX-PREFEITO de Cascavel, Edgar Bueno, foi demitido pela governadora Cida Borgheti anteontem. Bueno era secretário Especial para Assuntos Estratégicos, uma função que ele não exerceu na prática desde que foi nomeado por Beto Richa há um ano. Bueno foi prefeito de Cascavel por duas vezes e deputado estadual. Ele teve suas contas na Prefeitura glosadas pela Câmara Municipal, mas conseguiu a suspensão do ato na Justiça.

CONGRESSO Nacional está de férias, mas alguém tem que cuidar do barraco. Pela lei, sete senadores e 16 deputados eleitos para a Comissão Representativa do Congresso precisam ficar na casa para decidir qualquer coisa de caráter urgente.
Pois, pois, quem faz parte da lista dos guardiões da Casa do Legislativo brasileiro são os deputados João Rodrigues (PSD-SC), como titular, e Celso Jacob (MDB-RJ), como suplente. Ambos trabalham de dia como deputados e voltam à noite para a cadeia para cumprir condenação da Justiça. Se aparecer assunto que não possa aguardar a volta do recesso, a dupla pode resolver.

E QUE tal o ex-presidente da Câmara, ex-ministro do Turismo e ex-preso em desdobramento da Lava Jato, Henrique Eduardo Alves? Ele deixou a prisão há poucas semanas e já iniciou a articulação política, a conversar com aliados e participar de eventos no interior do Rio Grande do Norte. Está estudando candidatura para Câmara Federal. É Brasil...

R$ 10,7 bilhões já foram gastos em obras federais que resultaram até agora em nada. São recursos que foram empregados em 2.796 obras que estão paradas, a maioria por ‘problemas técnicos’, ‘abandono das empresas contratadas’ ou ‘dificuldades orçamentárias/financeiras’. Os números são de um estudo feito pela Confederação Nacional da Indústria que elaborou documento a ser entregue aos candidatos à Presidência da República para tratar de resolução do problema. A maioria dessas obras diz respeito ao setor de infraestrutura, como saneamento básico, rodovias, aeroportos, ferrovias, portos e hidrovias. É difícil saber quanto custará esses R$ 10,7 bilhões empregados em erros e irresponsabilidade.

DIA 28 de julho Foz do Iguaçu será palco da Cúpula Conservadora das Américas. O evento, organizado pelos deputados Fernando Francischini (PSL-PR) e Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), reunirá representantes políticos da direita latino-americana do Brasil, Paraguai, Chile, Colômbia e Estados Unidos em quatro mesas redondas abordando economia, segurança, cultura e política.

AINDA faltam quase 80 dias para a data da eleição, em 7 de outubro, mas a Justiça Eleitoral já se prepara para evitar que a disputa seja contaminada por informações falsas disseminadas por redes sociais, e que podem se tornar armas para políticos mal intencionados. O Tribunal Superior Eleitoral montou um Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições, que foi apelidado de “conselho das fake news”, e já recebeu até consultores internacionais.

PROBLEMA vem se agravando nos últimos anos em vários países e o desembargador Luiz Taro Oyama, presidente do Tribunal Regional Eleitoral-PR destaca que os cidadãos devem fazer a sua parte e checar se as informações recebidas são verossímeis antes de divulgá-las. “É só pegar o texto e colocá-lo em algum buscador como o Google ou algum de sua preferência. Aí vai ver que ela já pode, inclusive, ter sido desmentida”. A Justiça Eleitoral alerta que mesmo que uma pessoa repasse a informação sem má intenção, ou sem qualquer interesse político, pode ser responsabilizada tanto pelas regras eleitorais ou até criminalmente, em caso de difamação.

PUNIÇÃO depende do impacto do boato divulgado. Outra preocupação é com a exaltação de ânimos do eleitorado brasileiro, que já vem sendo notada desde as últimas duas eleições. “É importante que cada um de nós utilizemos a comunicação de uma forma não violenta. É a chamada comunicação empática”, pede o desembargador. Outra dica do TRE-PR é que as pessoas pesquisem na internet a vida pregressa dos candidatos e escolham os mais confiáveis.

FRASE: Viver feliz não é mais do que viver com honestidade e retidão (Cícero).

Mais

Sinopse Geral 04/12/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 03/12/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 30/11/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 28/11/19

SINOPSE GERAL

Sinopse Geral 27/11/19

SINOPSE GERAL

ver todas

Colunistas

Tânia Mara
Artigos
Dinei Feitosa
Sinopse Geral

Articulistas

André Maciel
EDENI MENDES
Fabiano Brum
Josué Ghizoni
Marcelo Rios
Márcia Spada

Programe-se

agência dream