Paranavaí
Min. 21°C Max. 32°C

Paranavaí

FIM DE ANO

Comércio de Paranavaí deverá ter mais contratações temporárias que em 2017

  • Associação de Micro e Pequenas Empresas tem nova diretoria
  • Comitê 9840 segue com visitas a instituições de ensino de Paranavaí
  • “Mandados pelas Mulheres” faz confraternização em Paranavaí
  • Festival de Taiko reuniu centenas de pessoas em Paranavaí
  • Final de semana deve ter chuva e forte calor
SEGUNDO TURNO

Conheça algumas regras para o dia de votação

No próximo domingo, 28 de outubro, os brasileiros participarão do segundo turno das eleições. No Paraná será preciso votar apenas uma vez, para escolher os candidatos a presidente e vice-presidente. As regras para participar do pleito são as mesmas do primeiro turno.É permitido aos eleitores fazer manifestações de apoio ao candidato, desde que seja individual e silenciosa. Podem utilizar bandeiras sem mastro, broches e adesivos. Camisetas também estão liberadas. Mas é importante destacar que todos os itens são proibidos para fiscais e mesários.O eleitor não pode utilizar equipamentos eletrônicos na cabine de votação: telefones celulares, máquinas fotográficas e filmadoras ficam proibidos. Assim, os eleitores não farão imagens e preservarão o aspecto sigiloso do voto.Chefe de cartório da 138ª Zona Eleitoral de Paranavaí, Alethéia Barros Aparício informou que qualquer tipo de descumprimento das normas será relatado ao Ministério Público para que tome as providências cabíveis. E-TÍTULO – Quem baixou o aplicativo da Justiça Eleitoral para identificação deve apresentar ao mesário e depositar o celular em uma mesa enquanto estiver na cabine de votação. Ao final, o aparelho será devolvido ao dono.O e-Título está disponível para equipamentos com sistema iOS e Android. Assim que o aplicativo é instalado, o usuário preenche os campos de informações e recebe uma versão digital do Título de Eleitor, não sendo necessário apresentar documentos impressos.JUSTIFICATIVA – Quem não estiver no domicílio eleitoral e, por isso, não puder votar deverá se dirigir a uma seção eleitoral para justificar a ausência. Mesmo nesse caso é necessário apresentar documento oficial com foto ou o e-Título.

FINAL DE SEMANA

Acidente de trânsito vira caso de Polícia

Um acidente de trânsito na noite de anteontem acabou se tornando caso de Polícia. O problema foi que um motorista estava dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, conforme constatado pelo teste de bafômetro (etilômetro). O condutor do segundo veículo envolvido é um adolescente de 17 anos, ou seja, não tem Carteira Nacional de Habilitação.Por volta de 21 horas, uma equipe da PM foi até a Avenida Heitor Alencar Furtado, Jardim Antigo Aeroporto. Consta que o adolescente estava de motoneta parado no semáforo, quando se aproximou uma picape em alta velocidade. Ao pressentir a colisão, o jovem teve tempo de saltar da motoneta, atingida na traseira pela camioneta. Os veículos tiveram danos materiais.Então, ambos foram submetidos ao teste de bafômetro, sendo que o do adolescente deu negativo para ingestão de bebida alcoólica. Já o teste do motorista da picape constatou embriagues.Os dois foram levados para a Delegacia de Polícia Civil. O maior terá que responder por dirigir sob efeito de bebida alcoólica. Já o adolescente teve que se explicar por conduzir veículo sem habilitação, devendo responder na forma prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. VOLUME DE SOM – Vida em comunidade exige regras de urbanidade, nem sempre seguidas. A quebra dessas normas muitas vezes se torna caso de polícia. Foi o que aconteceu na tarde de anteontem, entre vizinhos da Rua Operários, Jardim São Jorge.  No endereço um homem informou que havia pedido aos vizinhos para que reduzissem o volume do som. Diante da negativa, pediu a presença da PM.Já com os policiais no local, a mulher disse que não entregaria documentos pessoais e nem o aparelho de som para ser apreendido. Advertida sobre as consequências, acabou entregando os equipamentos e indo com os policiais até o cartório do 8º Batalhão para a elaboração do Termo Circunstanciado de Infração Penal (Tecip), previsto para delitos considerados de menor potencial ofensivo. O denunciante também foi levado até o cartório, formalizar a sua reclamação.

diario do noroeste
diario do noroeste
diario do noroeste
 - Terça-feira | Edição 18.117
Diário Digital Terça-feira | Edição 18.117 23/10/2018 Baixar
diario do noroeste
diario do noroeste
diario do noroeste
agência dream