Paranavaí
Min. 25°C Max. 36°C

Região

DISPUTA PELA TERRA

Inquérito já ouviu dez testemunhas

  • Programa Bombeiros Mirins forma mais uma turma em Terra Rica
  • Obras do novo Paço Municipal de Rondon começam em janeiro
  • Papai Noel foi recebido em Rondon e teve apresentações culturais
  • Loanda realiza encerramento do ano letivo das oficinas de fortalecimento de vínculos
  • Câmeras de monitoramento já estão em funcionamento em Terra Rica
PARAÍSO DO NORTE

Preso acusado de estuprar enteada

Um homem de 31 anos foi preso ontem em Paraíso do Norte acusado de manter relações sexuais com a enteada de apenas dez anos, crime tipificado como estupro de vulnerável. Até a tarde ele não tinha prestado depoimento e, durante a detenção, preferiu ficar em silêncio.O delegado de Paraíso do Norte, Renato Lacroix Leal, informou ao Diário do Noroeste que a mãe da garota viveu maritalmente com o suspeito por três anos. Ela se separou em outubro, quando soube que o convivente molestava a filha.No mês passado, a mulher registrou duas queixas contra o ex-companheiro. A primeira pela violência sexual e outra por ameaça de morte. A ameaça seria uma tentativa de manter a família em silêncio, ou seja, não ser denunciado.A estratégia não deu certo e o inquérito mostrou que o homem abusou da menina. A criança prestou declarações para a equipe de assistência social, na chamada escuta especializada. Ela narra detalhes dos abusos diversos, mas descarta que tenha havido conjunção carnaval. Com a história apurada e indícios coletados, o delegado pediu a prisão preventiva do agora ex-padrasto, concedida pelo Poder Judiciário. O mandado foi cumprido ontem pela manhã, ficando o homem à disposição da Justiça.CASO RECENTE NA REGIÃO - Embora repugnante qualquer abuso sexual, o caso está longe de ser inédito no Brasil e mesmo na região Noroeste do Paraná. No dia 21 de novembro, a Polícia Civil de Paranacity prendeu em Rolândia, no Norte do Estado (região metropolitana de Londrina), um homem de 38 anos, que é morador em Inajá (a 62 km de Paranavaí), acusado de estuprar a enteada, hoje com 15 anos. Conforme a denúncia, a violência acontecia desde que a menina tinha 12 anos. O delegado de Paranacity, Juliano de Jesus Tamos, confirmou a história ao DN naquele dia. Detalhou que o crime foi denunciado pela vítima e seus familiares no mês de outubro. Então, investigações e o consequente exame de conjunção carnal pelo IML (Instituto Médico Legal) confirmaram que houve relações sexuais.Uma vez atribuído o ato ao padrasto, ficou configurado o estupro de vulnerável, resultando em mandado de prisão preventiva concedido pelo Poder Judiciário.  O abuso se repetia com frequência há cerca de três anos, perdurando até a denúncia, revelou a vítima durante a apuração dos fatos.

diario do noroeste
diario do noroeste
diario do noroeste
 - Terça-feira | Edição 18.156
Diário Digital Terça-feira | Edição 18.156 11/12/2018 Baixar
diario do noroeste
diario do noroeste
diario do noroeste
agência dream